sábado, 30 de outubro de 2021

Cliente se depara com "gasoágua" ao abastecer e tem prejuízo de R$ 2,5 mil


 
Foto: Reprodução
Após o carro estragar e ter prejuízo de R$ 2,5 mil, cliente denunciou a venda de gasolina misturada com água no posto de combustíveis da Rede Faleiros, localizado na Avenida Guaicurus, em Campo Grande. O Procon-MS (Superintendência para Orientação e Defesa do Consumidor) esteve no posto nesta quinta-feira (28) e revelou que, caso comprovada a irregularidade, a multa é salgada, de mais de R$ 100 mil.

Thalisson Nantes publicou a denúncia no Facebook. Ele revelou que abasteceu R$ 200 no último domingo (24) e no dia seguinte, o carro não funcionou mais. "Abasteci meu carro no domingo e meu carro não funcionou mais. Enfim, foram bicos injetores e velas para o pau! É um absurdo pagar quase 7 reais em uma gasolina bosta", publicou.

Em vídeo que publicou na rede social, aparentemente, há uma divisão de dois líquidos, um escuro e outro mais claro.

Diante da denúncia, que chegou até o Procon-MS, equipes estiveram no posto nesta quinta-feira. O superintendente do órgão, Marcelo Salomão, explicou que foram recolhidos materiais que irão passar por perícia. "Foi recolhido material que passará por análise junto a ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis) para comprovar se há, de fato, irregularidade".

Caso comprovada, a multa, explica Salomão, é pesada. "Mais de R$ 100 mil e interdição do posto. O caso também é encaminhado ao Ministério Público", revelou.

Outro lado - Ao Campo Grande News, o dono da rede, Valmir Faleiros, explicou que após a tempestade na Capital, um raio atingiu o suspiro do tanque, que chegou até uma válvula. "Caiu um raio e foi parar na válvula de segurança, que justamente serve para não deixar entrar água".

Valmir disse que após a primeira reclamação de cliente, todo o combustível foi substituído. "Na primeira reclamação, já tínhamos abastecido de oito a 10 carros, então, chamamos a empresa responsável, foi feito laudo e os 12 mil litros que tinham no tanque foram retirados e substituídos. Tirou tudo para mandar para companhia e tentar recuperar".

O posto, segundo o dono da rede, abastece cerca de 1 mil vezes ao dia. "Temos 14 postos na cidade, 1 mil abastecimentos por dia somente naquele posto, então, foi uma situação atípica", salientou.

O cliente afirmou que procurou o posto e recebeu a promessa que os prejuízos com o carro serão arcados pela rede. A informação foi confirmada pelo dono do posto.

Com informações do site: Campo grande news