quarta-feira, 27 de outubro de 2021

Auxílio Emergencial não pode ser renovado, diz Bolsonaro


 
Foto: Reprodução
O presidente da república, Jair Bolsonaro, disse durante uma entrevista de rádio do Mato Grosso do Sul, que não poderia renovar o Auxílio Emergencial até o fim de 2021. Isso porque, o Governo Federal está com dívidas “no limite do limite”. A declaração ocorreu na última segunda-feira (25).

“O auxílio emergencial acaba agora, este mês, não tem como continuar. Muita gente quer que continue, continue até quando? A nossa capacidade de endividamento já está ultrapassando o limite”, disse o chefe do Executivo.

Na última semana Bolsonaro anunciou que a partir de novembro começará os pagamentos do Auxílio Brasil, novo programa social que irá substituir o Bolsa Família. A expectativa é que o Governo libere mensalidades no valor de R$ 400 até o fim de 2022. No entanto, a equipe não detalhou de onde saiu a verba para financiar a nova medida.

Auxílio emergencial 2021 e os depósitos e saques da 7ª parcela do benefício
Atenção, trabalhadores! Os beneficiários do público geral já contam com o acesso a sétima parcela do auxílio emergencial desde o último dia 20 de outubro. O cronograma seguirá até o próximo domingo, dia 31 de outubro. Logo após isso, devem ser iniciadas as autorizações para saques e transferências do benefício.

A Caixa Econômica Federal já concluiu com os saques da sexta parcela do programa no dia 19 de outubro. O abono é depositado na conta poupança social digital do Caixa Tem, e pode ser movimentado, também, de forma virtual.

Os segurados que não recebem o Bolsa Família têm a autorização para os saques, bem como os depósitos concedidos de forma escalonada, seguindo o mês de aniversário do beneficiário.

Com o fim das autorizações para os saques da sexta parcela, a Caixa tem a responsabilidade de dar sequência a sétima parcela do benefício. Veja o cronograma:
a
Mês de nascimento Depósitos da 7º parcela
Janeiro 20 de outubro
Fevereiro 21 de outubro
Março 22 de outubro
Abril 23 de outubro
Maio 23 de outubro
Junho 26 de outubro
Julho 27 de outubro
Agosto 28 de outubro
Setembro 29 de outubro
Outubro 30 de outubro
Novembro 30 de outubro
Dezembro 31 de outubro
 
Encerrada essa rodada de pagamentos, novamente começa as liberações para os saques em espécie e transferências entre os bancos. Veja as datas a seguir:

Mês de nascimento Saques da 7º parcela
Janeiro 1º de novembro
Fevereiro 3 de novembro
Março 4 de novembro
Abril 5 de novembro
Maio 9 de novembro
Junho 10 de novembro
Julho 11 de novembro
Agosto 12 de novembro
Setembro 16 de novembro
Outubro 17 de novembro
Novembro 18 de novembro
Dezembro 19 de novembro
 

Calendário da 7ª parcela do auxílio emergencial para o Bolsa Família
Final do NIS 1: 18 de outubro;
Final do NIS 2: 19 de outubro;
Final do NIS 3: 20 de outubro;
Final do NIS 4: 21 de outubro;
Final do NIS 5: 22 de outubro;
Final do NIS 6: 25 de outubro;
Final do NIS 7: 26 de outubro;
Final do NIS 8: 27 de outubro;
Final do NIS 9: 28 de outubro;
Final do NIS 0: 29 de outubro.
Última parcela do auxílio emergencial
Esta 7ª parcela do Auxílio Emergencial é também a última do programa de todos os beneficiários. Existia uma expectativa de que o Governo Federal pudesse prorrogar o benefício por mais alguns meses, mas isso não vai acontecer.

A confirmação foi dada pelo próprio Ministro da Cidadania, João Roma. Em declaração, ele revelou que essa parcela de outubro vai ser a derradeira do programa em questão.

De acordo com informações do próprio Ministério da Cidadania, algo em torno de 39 milhões de brasileiros receberam pelo menos uma parcela do Auxílio Emergencial este ano. Os valores seguiram os mesmos desde o início dos repasses em abril. São ciclos que variam entre R$ 150 e R$ 375.


Com informações do site: NOTÍCIAS CONCURSOS