quinta-feira, 14 de outubro de 2021

Auxílio emergencial mineiro começa a ser pago nesta quinta-feira; confira o cronograma


 
Foto: Reprodução
O Governo de Minas anunciou que vai começar a pagar o auxílio emergencial mineiro a partir desta quinta-feira (14). No primeiro dia de pagamento, receberão o benefício os representantes familiares nascidos nos meses de janeiro e fevereiro pertencentes ao grupo prioritário – mães solteiras e seus filhos e famílias que não possuem o Bolsa Família. Já na sexta-feira (15), será a vez dos que nasceram em março e abril.

Ao todo, serão mais de R$ 650 milhões pagos pela Sedese (Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social) a mais de um milhão de famílias cadastradas no CadÚnico em extrema pobreza – aquelas que recebem até R$ 89 mensais por pessoa.
Conforme a pasta, o auxílio emergencial mineiro, no valor de R$ 600, será pago exclusivamente em contas-poupança da Caixa Econômica Federal, a conta Caixa Tem. Para quem já está cadastrado na instituição, o benefício será depositado automaticamente. Já para aqueles que ainda não estão no Caixa Tem, será aberta, automaticamente, uma conta que poderá ser movimentada pelo smartphone.


A Sedese ressalta que as contas correntes ou poupança convencionais que beneficiários porventura possuam na Caixa não serão utilizadas para o pagamento do auxílio emergencial. Caso o beneficiário não tenha celular, pode comparecer a uma agência da Caixa ou a uma Casa Lotérica, com um documento de identificação com foto, para sacar o benefício. Mais informações sobre o pagamento estão disponíveis no site (acesse aqui).

Auxílio emergencial mineiro
O pagamento começa a ser feito cinco meses depois após o governador Romeu Zema (Novo) sancionar a medida, em meio a um impasse com a ALMG (Assembleia Legislativa de Minas Gerais). É que, à época, os deputados, que foram os responsáveis por aprovar o projeto, não ficaram satisfeitos com o anúncio feito por Zema e cobraram publicamente o governador.

Com informações do site: bhaz