segunda-feira, 18 de outubro de 2021

Auxílio Brasil: 5,4 milhões de beneficiários não devem ganhar aumento prometido


 
Foto: Reprodução
O governo federal vai transformar o Bolsa Família em Auxílio Brasil. Entretanto, essa migração pode deixar em torno de 5,4 milhões de beneficiários sem o aumento prometido pelo governo Bolsonaro. O número representa 37% dos 14,7 milhões de cidadãos inscritos no programa social. Saiba mais abaixo.

Auxílio Brasil: 5,4 milhões de beneficiários não devem ganhar aumento prometido
Em suma, algumas simulações foram feitas pelo Estadão/Broadcast com base Lei de Acesso à Informação (LAI). O documento cita as mudanças previstas no cálculo do benefício para famílias em situação de extrema pobreza e no limite máximo de dependentes.
 
Criado para completar a diferença entre o valor do programa atual e do novo, o “benefício compensatório de transição” deve evitar a perda imediata. Entretanto, vai levar ao congelamento da quantia da ajuda em alguns anos. Segundo as novas regras, o valor vai ser reduzido à medida que o Auxílio Brasil sofre alterações.

O Ministério da Cidadania incluiu as estimativas no seu parecer divulgado em 2 de agosto. Porém, como ainda não existe uma fonte de recursos para aumentar o programa, as simulações consideram apenas o Orçamento já confirmado de R$ 35 bilhões. E por conta disso, o Auxílio Brasil não deve pagar o valor que prometeu aos beneficiários.

Segundo os cálculos do governo, a diminuição do valor do Auxílio Brasil vai ser compensada por um benefício temporário entre R$ 10 e R$ 173. Por fim, a pasta da cidadania explica que “Para 50% das famílias mais afetadas, a diminuição do valor do benefício será de até R$ 46”.

Com informações do site: SEU CRÉDITO DIGITAL