sexta-feira, 29 de outubro de 2021

13º salário vem aí! Saiba como investir o valor da melhor forma


 
Foto: Reprodução

Segundo recomendação do assessor de investimentos da iHUB Investimentos, Gian Montebro, a primeira ação que a pessoa deve tomar é juntar a quantia necessária para aplicar.

Diante disso, há a indicação de entender qual é o respectivo perfil de investidor — e por quanto tempo a aplicação financeira pode ficar alocada no produto escolhido.

No caso de quem tem um perfil mais conservador, é possível optar pelos investimentos de renda fixa. Por conta da valorização da taxa Selic, esta opção tem se tornado mais atrativa.

Em geral, a renda fixa tem baixo risco. Além disso, alguns destes investimentos contam com a proteção do Fundo Garantidor de Créditos (FGC). Outros aspectos positivos dessa modalidade é que são mais simples de entender e não precisam ser acompanhados diariamente.

Já na situação de quem deseja correr mais riscos, há a renda variável. O especialista alega que há boas opções de fundos multimercado ou fundos de ações. Para quem acredita em uma retomada da bolsa no último trimestre, montar uma carteira de ações pode ser considerado.

Diante de uma situação fiscal complicada no país, muitos brasileiros não conseguem poupar. Contudo, dentro das possibilidades, é recomendável que o cidadão tenha esse hábito de poupar.

Montebro aconselha que a pessoa tenha uma planilha de gastos detalhada. A indicação é de separar 10% do salário — e utilizar os 90% para as necessidades diárias.

De qualquer forma, é sempre importante criar o hábito de realizar um planejamento financeiro. Dessa forma, será possível estar com as finanças em dia — e com mais controle do dinheiro.

Com informações do site: FDR