terça-feira, 14 de setembro de 2021

INSS poderá pagar aposentadoria de até R$ 6.843 aos segurados em 2022


 
Foto: Reprodução
O Governo Federal enviou no dia 31 de agosto o Projeto de Lei Orçamentária Anual (PLOA), projeto esse que prevê o Orçamento da União para o ano que vem. Dentre as mudanças previstas pelo PLOA temos o novo reajuste do salário mínimo pré-fixado em R$ 1.169 conforme o Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC).

Com relação ao INPC o mesmo fechou com uma média de 6,2%. Vale lembrar que o Índice Nacional de Preços ao Consumidor é o indicador que mede o acumulo da inflação no país.

Considerando o indicador do novo salário mínimo em R$ 1.169 bem como o INPC em 6,2% é possível evidenciar quais serão os aumentos dos benefícios pagos pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) no ano que vem.

Novos ajustes em benefícios do INSS

É importante esclarecer que o valor do INSS para quem recebe um salário mínimo é calculado sempre com base no piso nacional, pois existe uma lei que determina que nenhum benefício previdenciário seja inferior ao salário mínimo vigente.

No caso de benefícios que possuem valor superior ao salário mínimo, o cálculo para se chegar ao valor das aposentadorias considera o INPC, vamos entender a seguir.

Benefícios do INSS que hoje recebem um salário mínimo

Todo benefício pago pelo INSS este ano com valor de R$ 1.100, deverá ser reajustado para R$ 1.169 em 2022, caso o valor do PLOA seja mantido.

Benefícios do INSS com valor superior a um salário mínimo

Para os segurados que hoje recebem valor superior a R$ 1.100 mesmo que poucos reais a mais, o cálculo para o novo valor a receber em 2022 é simples, basta multiplicar o valor recebido hoje vezes R$ 6,2%.

Exemplo: Segurado que hoje ganha R$ 1450. Nesse caso basta multiplicar 1450 x 6,2% = R$ 89,9. Logo esse será o aumento para o ano que vem, por fim, o resultado será 1450 + 89,9 = R$ 1.539,9.

Teto do INSS terá aumento

Atualmente o teto do INSS é de 6.443,57, ou seja, o valor mais alto que o Instituto pode conceder aos segurados é de R$ 6.443,57 e nenhum centavo a mais. Porém, com a previsão do INPC em 6,2% o novo teto máximo que o INSS poderá pagar aos segurados no ano que vem será de R$ 6.843,07.

Com informações do site: JORNAL CONTABIL