quarta-feira, 8 de setembro de 2021

É possível pedir para o banco reduzir o limite do cartão de crédito?


 


Foto: Reprodução

Ter um cartão de crédito pode trazer muitas vantagens ao consumidor. Entretanto, ele também pode facilitar o surgimento de alguns problemas, quando a pessoa não usa o limite de crédito de forma moderada e consciência. Em suma, pedir um maior limite no cartão de crédito pode ser complicado por vezes. Mas será que pedir o reverso, ou seja, a redução do limite do cartão, é possível? Descubra a seguir. 

É possível pedir para o banco reduzir o limite do cartão de crédito?
Em resumo, ao não pagar a fatura em dia, os juros rotativos são as taxas mais altas cobradas pelo mercado. Ou seja, pode chegar a 330% ao ano, de acordo com o Banco Central. Diante disso, é muito importante usar o limite do cartão de crédito de forma correta. Sendo assim, em um ano, um valor que não tenha sido pago nem renegociado, pode mais do que quadruplicar o valor. 

Como o custo da dívida é muito alto, os especialistas recomendam a organização e controle tanto no uso do cartão de crédito, quanto no valor do limite do cartão que o consumidor vai ter. Inclusive, por questões de segurança, um limite maior pode acarretar em perdas maiores, diante do aumento de golpes e roubos de dados. 

De acordo com a economista Ione Amorim, coordenadora de serviços financeiros do Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec), “Mais crédito significa um potencial de consumo maior, mas os riscos são muitos. Vão desde o risco de endividamento até o de perder ou ter o cartão clonado e alguém se valer desse limite alto para fazer compras”. Dessa forma, se você não precisa de um limite maior, é possível manter o mesmo dentro do seu patamar de consumo. 

Atualmente, não existe nenhuma regra para a oferta voluntária pelo banco de um limite maior para o cartão de crédito de seus clientes. Entretanto, de acordo com Amorim, o banco é obrigado a reduzir o limite do cartão, caso o cliente peça. Dessa forma, algumas instituições possibilitam que isso seja feito pelo usuário no app, ou no internet banking. 

Com informações do site: seucreditodigital, Priscila Kinast