quinta-feira, 23 de setembro de 2021

Como ser aprovado pela Caixa em um financiamento? Veja dicas;


 
Foto: Reprodução
A Caixa Econômica Federal é conhecida por ser a instituição que mais possibilita realizar sonhos, como o da compra de um carro ou casa própria, por exemplo. Isso porque, por meio do Caixa Financiamento, é possível conseguir recursos suficientes para adquirir um bem e quitá-lo de forma acessível.

No entanto, o processo para que o dinheiro seja liberado pede uma análise de crédito, que pode exigir o cumprimento de algumas condições por parte do solicitante. Uma dica para ter um financiamento aprovado na Caixa é não ter qualquer restrição no CPF. Inadimplências junto ao SPC e o Serasa farão com o que o financiamento seja negado.

Outros fatores devem ser levados em consideração no momento de enviar um pedido de financiamento junto à Caixa. Quem está em busca de aprovação na linha de crédito, por exemplo, deve se atentar à renda familiar para estabelecer uma média do valor a ser solicitado. Neste caso, as parcelas não podem ultrapassar 30% dos ganhos mensais.

Além disso, ter um relacionamento positivo com o banco e uma quantia de entrada considerável são ações que podem contribuir para a aprovação.

Como solicitar um financiamento na Caixa?

O primeiro passo é acessar o site da Caixa para consultar todas as alternativas de utilização do financiamento. Em seguida, é possível realizar uma simulação online para conferir informações importantes sobre o acordo, como valor das taxas de juros, capacidade de parcelamento, formas de pagamento, entre outras.

Observe a seguir dois canais de atendimento disponibilizados pela estatal para a resolução de eventuais dúvidas:

- 0800 726 0101, para serviço de atendimento 24h para dúvidas, reclamações, sugestões e elogios:
- 0800 725 7474, para ouvidoria Caixa, para reclamações não solucionadas no canal acima.

A Caixa Financiamento libera recursos para a compra da casa própria, construção e aquisição de imóvel comercial. Além deste serviço, a estatal ainda possibilita o financiamento de até 100% em produtos e serviços, a exemplo, eletrodoméstico, mobília, viagens, ente outros.

Vale destacar que, nesta última opção, a contratação acaba sendo menos burocrática e mais direta, com prazo de até 24 meses para pagar. No caso dos imóveis, cujo valor do crédito é maior, a análise de risco, bem como a concessão do dinheiro, acabam sendo processos mais rigorosos.

Com informações do site: capitalist