quarta-feira, 15 de setembro de 2021

Bolsa Família: Paulo Guedes pode ser convocado para explicar problemão


 
Foto: Reprodução
De acordo com dados do próprio Ministério da Cidadania, algo em torno de 1,2 milhão de pessoas estão neste momento na fila de espera do Bolsa Família. Diante desta situação, o PSOL, um dos partidos de oposição ao Governo Bolsonaro, está pedindo uma convocação do Ministro da Economia, Paulo Guedes, para explicar a situação.

Segundo o pedido oficial, o partido quer que o chefe da pasta econômica explique o porquê da existência desta fila. A ideia é que Guedes dê uma satisfação para esses brasileiros que estão esperando para entrar no programa mesmo depois de provarem que estão aptos a receberem o montante do benefício em questão.

“A bancada do Partido Socialismo e Liberdade (PSOL) na Câmara dos Deputados considera urgente que o Ministro da Economia preste os esclarecimentos necessários perante esta Casa e, por isso, requeremos às deputadas e aos deputados a aprovação desta convocação”, diz o pedido do partido.

Além dessa solicitação, o PSOL também acionou a Procuradoria Federal dos Direitos do Cidadão. Isso porque eles querem formalizar um pedido de investigação não só do Ministro da Economia, como também o chefe da pasta da Cidadania, João Roma. A ideia é que se investigue uma possível responsabilidade deles na formação dessa fila.

Segundo o PSOL, o pedido é para que o Ministério Público faça essa investigação junto com o Tribunal de Contas da União (TCU) e a Controladoria Geral da União (CGU). Esses são os órgãos que, em tese, teriam a função de realizar esse tipo de operação. Não se sabe, no entanto, se o partido vai ter força de seguir com esses pedidos.

Como as filas se formam
Como dito, a fila atual do Bolsa Família inclui quase 1,2 milhão de brasileiros. Essas pessoas atendem a todos os critérios para fazer parte do programa, mas mesmo assim não estão conseguindo receber a quantia do benefício.

Isso acontece porque o Governo Federal não tem mais dinheiro em caixa para colocar mais gente. É que o Palácio do Planalto possui uma espécie de limite de gastos para esses despesas. Então mesmo que mais gente chegue para receber o benefício, eles não podem aumentar essas dívidas.

Quando alguém se credencia para receber o programa, mas o Governo não tem esse dinheiro, então esse cidadão vai para essa fila de espera. Ela já chegou a ser zerada em 2017, mas acabou voltando a crescer durante o mandato do Presidente Jair Bolsonaro.

Bolsa Família
Quando se fala em Bolsa Família, no entanto, é importante lembrar que o programa está neste momento em sua reta final. De acordo com o próprio Governo Federal, o benefício só fará mais alguns pagamentos. O último, aliás, deve sair em outubro.

Isso porque em novembro a ideia do Governo Federal é começar os repasses do Auxílio Brasil. Este vai ser portanto o projeto que deve substituir o Bolsa Família. Com isso, imagina-se que essa fila possa acabar.

O problema é que as pessoas que estão na fila do programa talvez não possam esperar tanto tempo assim. É que quem está passando por alguma necessidade costuma pedir por urgência nas ajudas do Governo.

Com informações do site: noticiasconcursos