terça-feira, 31 de agosto de 2021

Saiba mais sobre o bônus que será pago ao consumidor que economizar energia elétrica


 
Foto: Reprodução
De acordo com o governo federal, o consumidor que economizar energia durante o mês poderá receber um bônus em sua conta. Contudo, apesar da pretensão de conceder o benefício a partir da próxima quarta-feira (1º), o governo ainda não definiu qual será o valor oferecido.

Assim, segundo informações do Broadcast, até então a equipe de Jair Bolsonaro cogitou dar um bônus de R$ 1 a cada quilowatt-hora (kWh) economizado. Porém, a proposta está descartada por ser inviável.

Saiba mais sobre o bônus que será pago ao consumidor que economizar energia elétrica
Dessa forma, na avaliação dos especialistas, uma gratificação de R$ 1 por kWh seria exagerada. Isso porque representa R$ 1 mil a cada megawatt-hora (MWh). Para se ter ideia, a tarifa média paga pelos consumidores residenciais, hoje, está em R$ 607 por MWh. Então, não seria possível ter um custo tão alto apenas para incentivar a redução de energia.

Além disso, de acordo com o anúncio oficial do programa de redução voluntária, realizado na última quarta-feira (25) pelo ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, o programa contará com definição de meta mínima de redução para a concessão de crédito. De acordo com a proposta em análise, os usuários ganhariam desconto ao economizarem de 10% a 20% no consumo de energia.

Por fim, vale mencionar que o governo concederá os descontos via Encargo de Serviço do Sistema (ESS), uma taxa cobrada na própria conta de luz. A bonificação faz parte de uma série de ações do para evitar apagões em horários de pico, ou seja, quando há mais demanda por energia. A expectativa é aliviar o sistema e quem sabe reduzir o custo da geração de energia.

Com informações do site: seucreditodigital