terça-feira, 3 de agosto de 2021

Reajuste: Bolsa família deve ficar acima de R$ 250


 


Foto: Reprodução
Governo está próximo de definir o reajuste do principal programa social do país. Faltam poucos ajustes para anúncio.

O reajuste do programa Bolsa Família, um dos principais temas discutidos dentro do Governo neste momento, deve ser definido nesta semana. A proposta que foi levada pelo Ministério da Cidadania, comandado por João Roma e que é analisada pelo Ministério da Economia, é de que o valor mínimo, hoje na faixa de R$ 180, seja elevado para pelo menos R$ 250. O Ministro Paulo Guedes já disse que há espaço no orçamento para acomodar a despesa após o fim do auxílio emergencial. 

O presidente Jair Bolsonaro tem dito que quer o Bolsa Família na faixa de R$ 300 e os auxiliares dele vão explicar que muitas famílias, dependendo das condicionantes como, renda, quantidade de pessoas e o número de filhos, vão ultrapassar esses valores. O programa social não tem um valor fixo, é calculado de acordo com cada família. Fontes importantes do Governo, garantiram que estes valores estão próximos de serem confirmados. 

Caso os valores sejam confirmados, famílias que hoje recebem R$ 182 passarão e passem para o patamar de R$ 250, terão um reajuste de 37,7%. Aqueles que receberão R$ 300 ou mais terão um reajuste de 64,8%. A ideia é combater os efeitos da inflação que atingiu principalmente os mais pobres.

Com informações do site: R7