segunda-feira, 9 de agosto de 2021

O que estudar para a prova do concurso Banco do Brasil?


 


Foto: Reprodução

O concurso Banco do Brasil publicou seu edital n° 01/2021 com 4.480 vagas para Escriturário. Então, quem estava se preparando com base em certames anteriores pode mudar seu cronograma de estudos por completo e focar no conteúdo programático divulgado pela Cesgranrio (banca organizadora). Já sabendo quais são as etapas e como acontecem, veja o que estudar para a prova do concurso Banco do Brasil.

Concurso IBGE Censo: inscrições podem ser reabertas; entenda
A seleção deste ano divide a função de Escriturário, que requer nível médio completo, em dois cargos: Agente de Tecnologia e Agente Comercial. Cada um deles conta com conhecimentos específicos das áreas de atuação a serem abordados na prova, sendo a maior parte da avaliação.

Está com caneta e papel na mão? Acompanhe o artigo até o final e se prepare para o concurso Banco do Brasil. Além disso, não se esqueça de conferir outros conteúdos de nosso site, como simulados e notícias. Temos certeza de que existe um material feito especialmente para você!

Prepare-se: Questões de Concursos

Qual é o perfil da banca Cesgranrio?
Primeiro ponto para saber como se preparar para o concurso Banco do Brasil é entender o funcionamento da banca organizadora. Mais uma vez, a escolhida para cuidar da seleção do BB foi a Fundação Cesgranrio. De caráter privado e sem fins lucrativos, a empresa atua com finalidade educacional, cultural e assistencial.

Com sede no Rio de Janeiro, é reconhecida como entidade de utilidade pública e já realizou diversos certames bastante disputados no país, como:

Concurso Petrobrás;
Concurso IBGE;
Concurso Bacen.
Essa banca organizadora costuma abordar todo o conteúdo programático dos editais de abertura. Os concurseiros não podem se descuidar de nenhum item das matérias, sempre prezando pela atualidade dos contextos abordados.

O recomendado é sempre buscar autores e livros clássicos, mas sem esquecer de se atualizar sobre todo e qualquer tema expresso no edital. Além disso, é importante saber que as provas da Cesgranrio têm nível mediano de dificuldade. Então, o segundo passo é conferir o que a Cesgranrio definiu como conteúdo programático e encontrar materiais didáticos sobre cada um dos assuntos. 

As perguntas não costumam ter mais de três linhas, com exceção da prova de Língua Portuguesa. Afinal, os textos de apoio servem para interpretação e análise. A tendência é a de se deparar com questões cheias de imagens, charges e gráficos. Por isso, na hora de estudar para o concurso Banco do Brasil, se preocupe em treinar a partir de questões similares às que podem ser abordadas na prova.

Concursos anteriores do Banco do Brasil

Os dois últimos concursos do Banco do Brasil foram realizados em 2015 e 2018 (editais 01/2015 e 01-2018/001 BB). Ambos ofertaram vagas somente para Escriturário, sob os cuidados da Fundação Cesgranrio.

Em 2015, o Banco do Brasil disponibilizou 95 vagas imediatas nos estados do Ceará, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte e Sergipe. O concurso de 2018, por outro lado, contemplou 20 vagas efetivas às dependências localizados no Distrito Federal, Rio de Janeiro e São Paulo.

O que estudar para o concurso do Banco do Brasil?

Agora que o edital já foi publicado, é possível perceber que o certame contará com duas etapas avaliativas de conhecimento: prova objetiva e prova discursiva. Ambas estão previstas para acontecer na mesma data: 26 de setembro de 2021. 

Sendo assim, os candidatos do concurso Banco do Brasil precisam se preparar para responder 70 questões de múltipla escolha, bem como escrever uma redação sobre o tema proposto no caderno de prova. Vale ressaltar que essa segunda etapa precisa ser feita no formato de texto dissertativo-argumentativo.

Adquira: Apostila preparatória para o cargo de Escriturário
Já a primeira parte será composta pelos seguintes conhecimentos básicos, em 25 questões, para todos os candidatos a Escriturário:

Língua Portuguesa;
Língua Inglesa;
Matemática;
Atualidades do Mercado Financeiro.

Como a função ofertada é dividida em dois cargos, os conhecimentos específicos variam de acordo com a área pleiteada e somam 45 questões. Assim, quem estiver inscrito para Agente de Tecnologia precisará estudar:

Probabilidade e Estatística;
Conhecimentos Bancários;
Tecnologia da Informação.
Enquanto quem pleitear vagas de Agente Comercial do concurso Banco do Brasil deverá estudar os seguintes tópicos do concurso Banco do Brasil:

Matemática Financeira;
Conhecimentos Bancários;
Conhecimentos de Informática;
Vendas e Negociação.
O que cai no concurso Banco do Brasil: Língua Portuguesa
A etapa de Língua Portuguesa cobra dois pontos principais: interpretação de texto e gramática. Considerando provas anteriores, é possível perceber que as questões exigem o conhecimento de temas atuais e o aprofundamento nos cenários político e econômico. Uma das mais marcantes características dos enunciados está atrelada ao uso de charges de jornais.

Além disso, a prova do concurso Banco do Brasil contempla abordagens textuais por meio da gramática normativa, além de temas básicos. Ou seja, os candidatos precisam estar preparados para responder sobre regras do português formal.

O conteúdo programático definido para o certame do BB de 2021 conta com:

Compreensão de textos;
Ortografia oficial.;
Classe e emprego de palavras;
Emprego do acento indicativo de crase;
Sintaxe da oração e do período;
Emprego dos sinais de pontuação;
Concordância verbal e nominal;
Regência verbal e nominal;
Colocação pronominal dos pronomes oblíquos átonos (próclise, mesóclise e ênclise).
Questões de Língua Portuguesa que caíram no último concurso Banco do Brasil
Gabarito 1, questão 03 (sobre pronomes)
O pronome destacado foi utilizado na posição correta, segundo as exigências da norma-padrão da língua portuguesa, em:

(A) Quando as carreiras tradicionais saturam-se, os futuros profissionais têm de recorrer a outras alternativas.

(B) Caso os responsáveis pela limpeza urbana descuidem-se de sua tarefa, muitas doenças transmissíveis podem proliferar.

(C) As empresas têm mantido-se atentas às leis de proteção ambiental vigentes no país poderão ser penalizadas.

(D) Os dirigentes devem esforçar-se para que os funcionários tenham consciência de ações de proteção ao meio ambiente.

(E) Os trabalhadores das áreas rurais nunca enganaram-se a respeito da importância da agricultura para a subsistência da humanidade.

Gabarito 4, questão 04 (sobre pontuação)
De acordo com a norma-padrão da língua portuguesa, a pontuação está corretamente empregada em:

(A) Alguns críticos da responsabilidade social defendem a ideia de que: o objetivo das empresas é o lucro e a geração de empregos não a preocupação com a sociedade como um todo.

(B) A noção de responsabilidade social foi muito utilizada em campanhas publicitárias: por isso, as empresas precisam relacionar-se melhor, com a sociedade.

(C) A responsabilidade social explora um leque abrangente de beneficiários, envolvendo assim: a qualidade de vida o bem-estar dos trabalhadores, a redução de impactos negativos, no meio ambiente.

(D) O conjunto de preocupações e ações efetivas, quando atendem, de forma voluntária, aos funcionários e à comunidade em geral, pode ser definido como responsabilidade social.

(E) As empresas que optam por encampar a prática da responsabilidade social, beneficiam-se de conseguir uma melhor imagem no mercado.

Gabarito 5, questão 03 (uso de crase)
De acordo com a norma-padrão da língua portuguesa, o uso do acento grave indicativo da crase é obrigatório na palavra destacada em:

(A) A atenção e a motivação são condições que levam a pessoa a pensar e agir de forma satisfatória para desenvolver o processo de aprendizagem.

(B) As famílias e as escolas encontram-se, na atualidade, frente a jovens com quem não conseguem estabelecer um diálogo produtivo.

(C) As escolas chegaram a etapa em que os professores estão cada vez mais com dificuldade para exercer o seu importante papel de ensinar.

(D) A indisciplina nas salas de aula aumentou a partir do momento em que as mídias divulgaram a necessidade de dar maior liberdade aos estudantes.

(E) Os pais, inseguros na sua tarefa de educar, não percebem que falta de limites e superproteção comprometem a formação dos filhos.

Respostas das questões - Língua Portuguesa:

Gabarito 1, questão 03: letra (D);
Gabarito 4, questão 04: letra (D);
Gabarito 5, questão 03: letra (C).
O que cai no concurso Banco do Brasil: Matemática e Raciocínio Lógico
Nas provas de Matemática e Raciocínio Lógico, a Cesgranrio traz diversos elementos visuais. Sendo assim, é completamente possível cair questões que envolvam gráficos e tabelas, sendo cobrada a capacidade analítica em analisar contextos e casos concretos.

Os candidatos do concurso Banco do Brasil precisam se preparar para responder perguntas sobre:

Números inteiros, racionais e reais; problemas de contagem;
Sistema legal de medidas;
Razões e proporções; divisão proporcional; regras de três simples e compostas; porcentagens;
Lógica proposicional;
Noções de conjuntos;
Relações e funções; Funções polinomiais; Funções exponenciais e logarítmicas;
Matrizes;
Determinantes;
Sistemas lineares;
Sequências;
Progressões aritméticas e progressões geométricas.
Questões de Matemática e Raciocínio Lógico que caíram no último concurso Banco do Brasil
Gabarito 1, questão 12 (sobre porcentagem)
O dono de uma loja deu um desconto de 20% sobre o preço de venda (preço original) de um de seus produtos e, ainda assim, obteve um lucro de 4% sobre o preço de custo desse produto.

Se vendesse pelo preço original, qual seria o lucro obtido sobre o preço de custo?

(A) 40%

(B) 30%

(C) 10%

(D) 20%

(E) 25%

Gabarito 2, questão 11 (sobre função)
Sabe-se que g é uma função par e está definida em todo domínio da função f, e a função f pode ser expressa por f(x) = x2 + k . x . g(x).

Se f(1) = 7, qual o valor de f(-1)?

(A) - 6

(B) 7

(C) 5

(D) - 5

(E) - 7

Gabarito 4, questão 13
Considere o conjunto A cujos 5 elementos são números inteiros, e o conjunto B formado por todos os possíveis produtos de três elementos de A. Se B = {-30, -20, -12, 0, 30}, qual o valor da soma de todos os elementos de A?

(A) -12

(B) 12

(C) 8

(D) 5

(E) 3

Respostas das questões - Matemática e Raciocínio Lógico:

Gabarito 1, questão 12: letra (B);
Gabarito 2, questão 11: letra (D);
Gabarito 4, questão 13: letra (C).
O que cai no concurso Banco do Brasil: Língua Inglesa
As provas de Língua Inglesa, diferente das outras matérias, costumam ser mais complexas. Isso dificulta a vida dos candidatos que não conseguem interpretar os textos em outro idioma. Por essa razão, recomenda-se o estudo antecipado e por etapas. Elaboramos um artigo com tudo o que você precisa saber sobre as questões de Inglês para concursos!

O que cai no concurso Banco do Brasil: Vendas e Negociação
Os candidatos inscritos no cargo de Agente Comercial deverão lidar diretamente com o público. Por isso, é preciso que tenham conhecimento de ética profissional, estratégias de abordagem e venda, relacionamento com o consumidor e muito mais. Nessa parte, as questões cobradas vão, provavelmente, elucidar uma situação comum do dia a dia do cargo para que o candidato indique uma solução. 

Para isso, é necessário estudar os seguintes tópicos para a prova do Banco do Brasil:

Noções de estratégia empresarial: análise de mercado, forças competitivas, imagem institucional, identidade e posicionamento;
Segmentação de mercado;
Ações para aumentar o valor percebido pelo cliente;
Gestão da experiência do cliente;
Aprendizagem e sustentabilidade organizacional;
Características dos serviços: intangibilidade, inseparabilidade, variabilidade e perecibilidade;
Gestão da qualidade em serviços;
Técnicas de vendas: da pré-abordagem ao pós-vendas;
Noções de marketing digital: geração de leads; técnica de copywriting; gatilhos mentais; Inbound marketing;
Ética e conduta profissional em vendas;
Padrões de qualidade no atendimento aos clientes;
Utilização de canais remotos para vendas.;
Comportamento do consumidor e sua relação com vendas e negociação;
Política de Relacionamento com o Cliente: Resolução n°. 4.539 de 24 de novembro de 2016;
Resolução CMN nº 4.860, de 23 de outubro de 2020 que dispõe sobre a constituição e o funcionamento de componente organizacional de ouvidoria pelas instituições financeiras e demais instituições autorizadas a funcionar pelo Banco Central do Brasil;
Resolução CMN nº 3.694/2009 e alterações;
Lei Brasileira de Inclusão da Pessoa com Deficiência (Estatuto da Pessoa com Deficiência): Lei nº 13.146, de 06 de julho de 2015;
Código de Proteção e Defesa do Consumidor: Lei nº 8.078/1990 (versão atualizada).
O que cai no concurso Banco do Brasil: Conhecimentos de Informática
E a parte de Informática? A Cesgranrio normalmente elabora enunciados focados em Segurança da Informação. Os concurseiros precisam, além do mais, dominar o pacote Office e conceitos diversos sobre o universo da Internet.

Diferentemente da prova de 2018, o concurso Banco do Brasil 2021 não irá cobrar conteúdos de TI nas questões de Informática. Isso porque essa parte é apenas para Agente Comercial, que precisa ter conhecimentos mais simples da área.

Saiba o que será cobrado na prova:

Noções de sistemas operacionais – Windows 10 (32-64 bits) e ambiente Linux (SUSE SLES 15 SP2);
Edição de textos, planilhas e apresentações (ambientes Microsoft Office – Word, Excel e PowerPoint - versão O365);
Segurança da informação: fundamentos, conceitos e mecanismos de segurança;
Proteção de estações de trabalho: Controle de dispostivos USB, hardening, antimalware e firewall pessoal;
Conceitos de organização e de gerenciamento de informações, arquivos, pastas e programas;
Redes de computadores: Conceitos básicos, ferramentas, aplicativos e procedimentos de Internet e intranet;
Navegador Web (Microsoft Edge versão 91 e Mozilla Firefox versão 78 ESR), busca e pesquisa na Web;
Correio eletrônico, grupos de discussão, fóruns e wikis;
Redes Sociais (Twitter, Facebook, Linkedin, WhatsApp, YouTube, Instagram e Telegram);
Visão geral sobre sistemas de suporte à decisão e inteligência de negócio;
Fundamentos sobre análise de dados;
Conceitos de educação a distância;
Conceitos de tecnologias e ferramentas multimídia, de reprodução de áudio e vídeo;
Ferramentas de produtividade e trabalho a distância (Microsoft Teams, Cisco Webex, Google Hangout, Google Drive e Skype).
O que cai no concurso Banco do Brasil: Tecnologia da Informação
Entre as vagas ofertadas pelo concurso Banco do Brasil, estão 240 voltadas especificamente para a área de Tecnologia da Informação. Como essa é uma prova inédita, já que a primeira vez do BB realizando um certame com prova focada em TI, não há como afirmar como serão as questões abordadas. É possível que elas sejam similares às cobradas em 2018 na parte de Conhecimentos de Informática, que contou com conteúdos um pouco mais avançados.

Dessa forma, os candidatos a Agente de Tecnologia devem estudar:

Aprendizagem de máquina: Fundamentos básicos; Noções de algoritmos de aprendizado supervisionados e não supervisionados; Noções de processamento de linguagem natural;
Banco de Dados: Banco de dados NoSQL (conceitos básicos, bancos orientados a grafos, colunas, chave/valor e documentos); MongoDB; linguagem SQL2008; Conceitos de banco de dados e sistemas gerenciadores de bancos de dados (SGBD); Data Warehouse (modelagem conceitual para data warehouses, dados multidimensionais); Modelagem conceitual de dados (a abordagem entidade-relacionamento); Modelo relacional de dados (conceitos básicos, normalização); Postgre-SQL;
Big data: Fundamentos; Técnicas de preparação e apresentação de dados;
Desenvolvimento Mobile: linguagens/frameworks: Java/Kotlin e Swift. React Native 0.59; Sistemas Android api 30 e iOS xCode 10;
Estrutura de dados e algoritmos: Busca sequencial e busca binária sobre arrays; Ordenação (métodos da bolha, ordenação por seleção, ordenação por inserção), lista encadeada, pilha, fila e noções sobre árvore binária;
Ferramentas e Linguagens de Programação para manipulação de dados: Ansible; Java (SE 11 e EE 8); TypeScript 4.0; Python 3.9.X aplicada para IA/ML e Analytics (bibliotecas Pandas, NumPy, SciPy, Matplotlib e Scikit-learn).
Como passar no concurso do Banco do Brasil?
No mundo dos concursos públicos, nada mais relevante do que se adequar às exigências de cada banca organizadora. A empresa Cesgranrio, que aplica provas com dificuldade moderada, modificou os conteúdos programáticos do concurso de 2015 para o de 2018. Isso quer dizer que poderemos nos deparar com mudanças no próximo certame.

Entretanto, apesar disso, o estilo da Cesgranrio continuará o mesmo. Os concurseiros podem (e devem) manter seus estudos com base em simulados e provas anteriores, no sentido de entender como a banca funciona e como as questões serão futuramente elaboradas ou replicadas. Dessa maneira, para garantir ótimo aproveitamento nos estudos, não se pode esquecer de:

Ler o edital de abertura com muita atenção;
Analisar o conteúdo programático em seus pormenores, entendendo item por item;
Construir um acervo pessoal com textos e autores clássicos;
Tomar nota de todos os detalhes relevantes de cada matéria, planejando uma sistemática para não perder o conhecimento apreendido;
Manter uma rotina saudável para resolver questões de provas antigas, conferindo as respostas nos gabaritos oficiais.
Como se preparar para o concurso Banco do Brasil
Cada um tem a sua maneira de estudar e não há nada de errado nisso! O mais importante é manter rotinas constantes e que façam sentido ao longo dos seus dias. Mas existem algumas dicas que podem te ajudar nesse processo de como se preparar para o concurso Banco do Brasil.

Depois de ler o edital com atenção e separar o conteúdo programático em tópicos:

Defina quanto tempo você vai tirar por dia para estudar e qual é o melhor horário para isso, aquele momento em que não haverá distrações ou barulhos para te atrapalhar;
Monte uma tabela definindo qual assunto será estudado em cada dia da semana. De preferência, varie os temas. Por exemplo, ao invés de estudar língua portuguesa dois dias seguidos, intercale com as outras disciplinas;
Encontre materiais didáticos com a teoria das disciplinas que serão cobradas na prova e leia-os com atenção, marcando as partes mais importantes;
A partir do que você marcou, crie resumos ou mapas mentais com as suas próprias palavras sobre os assuntos para conferir posteriormente. Assim, quando você voltar naquele tema, não precisará ler o texto por completo. Existem alguns aplicativos para concursos que podem te ajudar bastante.
Se o seu tempo estiver muito corrido, verifique quais são as disciplinas de maior peso ou que são cobradas em maior número na prova e foque nelas. Você pode fazer isso conferindo provas anteriores da mesma banca organizadora.
Você pode buscar cursos com professores que irão de mostrar os macetes para responder a prova. No entanto, é importante que você esteja focado e não se acomode com o que vê nas aulas e estude em casa também. Afinal de contas, só você conhece o que funciona no seu processo de aprendizagem. Lembre-se sempre de fazer revisões periódicas do que você já estudou para não deixar o que já foi memorizado cair no esquecimento.




Com informações do site: Concursos no Brasil