quinta-feira, 19 de agosto de 2021

FGTS: quem tem direito a receber o lucro do benefício?


 

Foto: Reprodução

FGTS: quem tem direito a receber o lucro do benefício? Cotistas ficarão com 96% do resultado de R$ 8,1 bilhões, e 191,2 milhões de contas receberão proporcionalmente. Depósito será feito até o fim deste mês. O Conselho Curador do FGTS aprovou, nesta terça-feira, a distribuição de R$ 8,129 bilhões do lucro auferido pelo Fundo em 2020, conforme antecipado pelo GLOBO. Isso equivale a 96% do resultado do ano passado, que foi de R$ 8,467 bilhões

Os recursos serão destinados aos cotistas que, em 31 de dezembro de 2020, tinham saldo positivo em contas ativas ou inativas. A Caixa Econômica Federal tem até 31 de agosto para creditar o dinheiro, de forma proporcional ao saldo do trabalhador. 
O valor representa 96% do resultado. Isso repõe a inflação medida pelo IPCA em 2020, que foi de 4,52%, acrescido de 0,45%. As contas do PIS/Pasep que migraram para o Fundo também terão a correção. 

O dinheiro incorpora o saldo e só poderá ser retirado nas condições já previstas de saque, como demissões sem justa causa, compra da casa própria, aposentadoria, saque-aniversário e doenças graves

A distribuição alcança 191,2 milhões de contas, com saldo total de R$ 436,2 bilhões em dezembro de 2020.  

A remuneração das contas do FGTS é de 3% ao ano, mais a Taxa Referencial (TR), atualmente zerada. Um dos objetivos da distribuição de parte do lucro é melhorar a rentabilidade para os trabalhadores.

Em 2020, o FGTS distribuiu entre os cotistas R$ 7,5 bilhões, cerca de 66% do lucro apresentado em 2019, que foi de R$ 11,3 bilhões.

QUEM TEM DIREITO AO LUCRO DO FGTS?
Para receber o lucro, o trabalhador vinculado ao FGTS precisa ter mantido saldo positivo na conta até 31 de dezembro do ano passado. Segundo o Conselho Curador, serão beneficiadas 191 milhões de contas vinculadas ao FGTS.

ESSE DINHEIRO PODE SER SACADO IMEDIATAMENTE?
Não. Na prática, o dinheiro é repartido entre as contas de modo a oferecer ao trabalhador uma correção maior a que ele teria direito, considerando apenas a remuneração tradicional do FGTS, de 3% ao ano, mais a Taxa Referencial (TR), atualmente zerada.

QUEM PODERÁ SACAR OS RECURSOS DO FGTS?
As regras para saque permanecem as mesmas, em situações como essas abaixo:

Demissão sem justa causa
Ficar três anos sem emprego com carteira assinada
Fim do contrato por prazo determinado
Compra de casa própria
Aposentadoria
Doença grave
Saque-aniversário

QUANDO O LUCRO DO FGTS SERÁ DEPOSITADO?

Por lei, a Caixa Econômica Federal terá que depositar o lucro até o dia 31 de agosto, desde que as contas tenham saldo em 31 de dezembro de 2020. Não é preciso fazer nada para receber os recursos.

Quanto cada trabalhadro vai receber?

Segundo cálculos do Conselho Curador, para cada mil reais de saldo, serão creditados R$ 18,63 na conta vinculada (o valor deve ser multiplicado por 0,01863517). Veja simulações:

No caso de um saldo de R$ 2 mil, o crédito seria de R$ 37,26
No saldo de R$ 3 mil, crédito de R$ 55,89
No saldo de R$ 4 mil, crédito de R$ 74,52
No saldo de R$ 5 mil, crédito de R$ 93,15
No saldo de R$ 10 mil, crédito de R$ 186,30
No saldo de R$ 20 mil, crédito de R$ 372,60
No saldo de R$ 100 mil, crédito de R$ 1.863

COMO CONSULTAR O SALDO DO FGTS?

O trabalhador pode consultar seu saldo da conta do FGTS por meio do aplicativo FGTS, com cadastro e senha. Também é possível verificar o saldo e outras informações de seu FGTS no site da Caixa. Basta fazer login e fazer sua consulta.

PASSO A PASSO

Acesse o endereço www.caixa.gov.br/extrato-fgts ou clique no botão abaixo.
Informe o número de seu NIS ou CPF e clique em “Cadastrar senha” .
Leia o regulamento e clique em “Aceito”.
Preencha todos os campos com os seus dados pessoais.
Crie uma senha com até 8 dígitos, com letras e números, e confirme. Você será direcionado para a tela de login novamente.

Preencha os campos com NIS ou CPF, insira a senha cadastrada e clique no botão “Acessar”.
A Caixa também oferece um o serviço de envio de mensagens via SMS para manter o trabalhador acompanhar com regularidade dos depósitos e saldo do FGTS. O cadastro é gratuito. O trabalhador recebe informações mensais sobre os depósitos feitos pelo empregador e o saldo atualizado do seu Fundo de Garantia.

Ele também será avisado quando houver valores liberados para saque. Para fazer a adesão, o interessado deve fazer o cadastro pelo link, no site do banco.

A divisão do lucro do FGTS entre os cotistas começou em 2016, correspondendo a 50% do resultado obtido. Esse percentual vigorou até 2017, quando foram creditados R$ 13,5 bilhões para os trabalhadores.

Em 2018, o percentual subiu para 100%, o que resultou na divisão de R$ 12,2 bilhões entre as contas vinculadas. A partir de 2019, o percentual ficou a critério do Conselho Curador. Com isso, em 2020, os cotistas receberam 66,2% do lucro de R$ 11,3 bilhões – o que correspondeu a R$ 7,5 bilhões. 
Com informações do site: mixvale