quarta-feira, 11 de agosto de 2021

É possível fazer o Bolsa Família pela internet? Confira os requisitos


 
Foto: Reprodução
Diante das restrições para a circulação de pessoas devido à covid-19, uma dúvida bastante comum é se há possibilidade de fazer o Bolsa Família pela internet.

Então, para te contar como funciona esse procedimento, elaboramos este artigo com as principais informações sobre a inscrição no programa Bolsa Família.

Aproveite ainda para ver se a sua família atende aos critérios para se inscrever no programa, que foi criado com o objetivo de combater a pobreza, auxiliar financeiramente as famílias em situação de vulnerabilidade, além de acompanhá-las nas áreas de saúde e educação.

Quem pode se inscrever?
 
Para fazer o Bolsa Família, é preciso cumprir os requisitos do programa e, dentre eles, está a renda familiar. Para as famílias em situação de extrema pobreza, é considerada a renda mensal por pessoa de até R$ 89,00.

Por sua vez, aquelas que estão em situação de pobreza, é levado em consideração a renda mensal por pessoa de R$ 89,01 até R$ 178,00. Neste caso, a entrada no Bolsa Família acontece se a família tiver crianças ou adolescentes.

Também pode receber o Bolsa Família as pessoas que estão em situação de rua, seja uma pessoa sozinha ou uma família em situação de rua.

Vale ressaltar que, a participação no programa também está condicionada à inscrição no Cadastro Único (CadÚnico).

Esse cadastro é a porta de entrada para vários programas sociais oferecidos pelo Governo Federal. A partir dos dados das famílias, o governo federal identifica e caracteriza a situação socioeconômica das famílias de baixa renda de todo o país.

Posso fazer o Bolsa Família pela internet?

Segundo informações do governo federal, ainda não é possível fazer o cadastramento para participar do Bolsa Família pela internet.

Isso porque não há um sistema virtual específico para receber os dados das famílias interessadas em participar do programa. Atualmente, os municípios e o Distrito Federal são os responsáveis por receber as solicitações das famílias.

Desta forma, o representante da família deve ir ao setor do Bolsa Família da cidade onde mora. Em muitos locais, o cadastramento também pode ser realizado nos Centros de Referência da Assistência Social (Cras).

Mas antes de ir até o local, verifique junto às prefeituras como estão sendo feitos os atendimentos presenciais relacionados ao Bolsa Família.

Assim, basta informar a intenção de participar do programa. Caso a família ainda não seja inscrita no CadÚnico, isso poderá ser feito imediatamente, por meio da apresentação dos documentos pessoais de todos os integrantes da família.


Como é a seleção do programa?

Depois de manifestar interesse em participar do programa, a equipe responsável pelo Bolsa Família em sua cidade irá encaminhar o registro para o Ministério da Cidadania.

A partir disso, os dados do Cadastro Único  serão conferidos para verificar se o interessado atende aos critérios. A concessão do benefício também dependerá de quantas famílias já foram atendidas no município, além do orçamento para o programa.

Ao ser selecionada, a família recebe um cartão de saque que popularmente é chamado de Cartão Bolsa Família. Para esse procedimento, mensalmente o Ministério da Cidadania realiza a seleção e conferência de dados.

Valor do Bolsa Família

O valor a ser recebido dependerá do tipo de benefício liberado para o perfil da sua família. Atualmente, o valor média recebido pelos beneficiários é de R$198. Dentre eles, estão:

Benefício Básico: no valor de R$ 89,00: é pago apenas a famílias extremamente pobres;

Benefício Variável: incluem os seguintes recursos:

Benefício Variável Vinculado à Gestante;
Benefício Variável Vinculado à Criança ou ao Adolescente de 0 a 15 anos;
Benefício Variável Vinculado ao Adolescente;
Benefício para Superação da Extrema Pobreza;
Os beneficiários devem estar atentos ao prazo de saque das parcelas do benefício, que é de no máximo, 90 dias.

Como acompanhar o pagamento?

Apesar da inscrição ainda não estar disponível pela internet, saiba que você pode acompanhar seu benefício através de um aplicativo criado pela Caixa Econômica Federal. Diante disso, todas as informações do Bolsa Família poderão ser acessadas em seu celular, como o calendário de pagamentos, a situação do seu benefício, além de poder consultar as últimas parcelas disponibilizadas e encontrar a agência da Caixa mais próxima para poder realizar o saque do benefício.

Calendário

Para aqueles que foram selecionados no programa Bolsa Família, o pagamento em agosto será feito nas seguintes datas:

Final do NIS 1: depósito e saque no dia 18/8
Final do NIS 2: depósito e saque no dia 19/8
Final do NIS 3: depósito e saque no dia 20/8
Final do NIS 4: depósito e saque no dia 23/8
Final do NIS 5: depósito e saque no dia 24/8
Final do NIS 6: depósito e saque no dia 25/8
Final do NIS 7: depósito e saque no dia 26/8
Final do NIS 8: depósito e saque no dia 27/8
Final do NIS 9: depósito e saque no dia 30/8
Final do NIS 0: depósito e saque no dia  31/8

Com informações do site: NOMEDOSITECOMLINKCLICAVEL, NOME DO AUTOR