quarta-feira, 11 de agosto de 2021

Dona das Casas Bahia foca em dar crédito para os desbancarizados


 


Foto: Reprodução

Desde 2019, o grupo Via investe para reformular o seu negócio para se reposicionar como uma empresa de tecnologia. Paralelo a isso, há um outro serviço da via em constante crescimento: o carnê herdado das Casas Bahia. Por meio dele, a empresa disponibiliza crédito para os desbancarizados. E esse agora, se tornou um novo objetivo do grupo.

Via, dona das Casas Bahia foca em dar crédito para os desbancarizados
Em suma, 60 anos após o lançamento do crediário pela empresa, ele retorna ao ponto central de expansão do grupo. Ao dar crédito para os desbancarizados, a empresa quer disponibilizar aos clientes, a possibilidade de parcelar a compra de eletrodomésticos, por exemplo. 

Para a Via, o tradicional carnê de papel, segue como uma peça importante dessa estratégia, visto que a digitalização não é a realidade de todos os brasileiros. Das receitas com venda, cerca de 33% tem como origem, esses crediários. E dessa fatia, metade vem dos carnês impressos. 

De acordo com o presidente da Via, Roberto Fulcherberguer, “Na essência fomos a primeira companhia a conceder crédito. Temos um crediário próprio e isso nos dá a chance de penetrar em uma camada da população em que o cartão de crédito não chega”.

Para poder dar crédito para os desbancarizados, a Via também criou a sua versão digital de crediário. Assim, disponibiliza crédito para o cliente comprar um determinado produto, e pagar em até 24 vezes. Dessa forma, até mesmo quem não tem cartão, ou não tem limite, pode ir às compras. “Mais de 50% daqueles que compram no crediário voltam e muitos antes de terminar de pagar”, conta Fulcherberguer.

Por fim, a Via ainda recebeu o aval para lançar o seu banco digital, o BanQi. Essa instituição disponibiliza empréstimo na modalidade de Sociedade de Crédito Direto (SCD). “Iremos aumentar o relacionamento que temos com nosso cliente e prover outras linhas de crédito, e não só em relação à compra de produto”, cita André Calabro, executivo chefe de finanças e estratégias do BanQi.

Com informações do site: seucreditodigital, Priscilla Kinast