domingo, 22 de agosto de 2021

CAIXA Trabalhador habilita serviços para beneficiários do INSS


 
Foto: Reprodução
Segurados do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) agora podem acessar um aplicativo para ficar por dentro das informações de seus benefícios. Em parceria com a Caixa Econômica Federal, o INSS liberou o Caixa Trabalhador. Cerca de 6,1 milhões de pessoas serão cadastradas na nova plataforma digital.

Funcionamento do Caixa Trabalhador

Segundo do INSS e a Caixa, o aplicativo foi atualizado, possibilitando que os usuários consigam acesso a consulta das parcelas de seus salários. No mais, a plataforma permitirá que os cidadãos confiram as datas de pagamentos e fiquem cientes dos prazos para a realização da prova de vida.

O aplicativo também vai disponibilizar um site para esclarecimento acerca dos pagamentos dos benefícios previdenciários. Os cidadãos interessados podem acessar o serviço baixando a plataforma do Caixa Trabalhador no celular.

O novo recurso do INSS é totalmente gratuito e está disponível para dispositivos com sistema operacional iOS e Android. Em caso de dúvidas, para mais informações é possível entrar em contato com o número 0800 726 0207, no dígito 7.

Cadastro do meu INSS no Caixa Trabalhador

O procedimento de cadastro é muito simples, basta acessar o aplicativo e informar o número do CPF, nome, data de nascimento e e-mail. Com a autorização após o registro, o segurado terá acesso aos seguintes serviços:

Benefício: nele estará o número do benefício; quantidade de parcelas; dados da conta bancária para crédito;
Parcelas: nesta opção o cidadão pode consultar se a parcela está disponível, paga, bloqueada, devolvida ao INSS ou não localizada, valor, competência, validade, canal e data de pagamento;
Prova de vida: com a visualização da data da última prova de vida realizada;
Calendário de pagamentos; e
Perguntas frequentes.


Refere-se a um aplicativo administrado pela Caixa Econômica, criado para otimizar o atendimento aos cidadãos brasileiros que recebem pagamentos do FGTS, seguro-desemprego, agora INSS, entre outros.

Com informações do site:Notícias Concursos