sábado, 28 de agosto de 2021

Auxílio Brasil: Mãe chefe de família receberá valor maior no novo Bolsa Família? Entenda


 


Foto: Reprodução

Entenda como vão ser os pagamentos do novo benefício: os pagamentos do Auxílio Brasil serão maiores para famílias com crianças pequenas!

Está aumentando muito a expectativa pelo Auxílio Brasil, o novo Bolsa Família. E enquanto os pagamentos não começam, o Governo Federal divulga detalhes sobre como vão ser as novas modalidades. 

Fique atento já que a Medida Provisória está em funcionamento e os pagamentos devem começar em novembro. Saiba quais são as modalidades e porque famílias com crianças pequenas vão receber mais.

O que é Auxílio Brasil

Muitas pessoas que estão recebendo o Bolsa Família neste momento ainda não sabem o que é o Auxílio Brasil 2021. O novo programa deverá aumentar o acesso ao benefício de renda no país e aumentar o valor em até 50%, de acordo com o presidente Jair Bolsonaro. 

O Governo Federal já publicou no Diário Oficial da União a Medida Provisória nº 1.061: é esse o texto que substitui o Bolsa Família pelo Auxílio Brasil. 

Como foi enviada como MP, a medida já passa a ser válida mas ainda precisa de aprovação no Congresso Nacional ou perde a validade. O Congresso tem 120 dias para aprovar o texto. 

Quem vai receber Auxílio Brasil 2021

Todos os beneficiários do Bolsa Família que estão regularizados no Cadastro Único (CadÚnico) vão receber normalmente os pagamentos do novo programa. 

Quem vai receber o Auxílio Brasil são esses inscritos no Bolsa Família e famílias em situação de baixa renda que solicitarem o benefício. Para isso, porém, o primeiro passo é fazer o CadÚnico – requisito para receber o auxílio. 

O Governo Federal vai usar os dados do Cadastro Único para pagar os beneficiários, por isso é importante manter as informações atualizadas.

Novos pagamentos Auxílio Brasil 2021

Um dos principais destaques do benefício é que vão surgir diferentes tipos de pagamentos dentro do programa. Famílias com diferentes tipos de situação vão ganhar adicional. 

Entre as novas modalidades do Auxílio Brasil em 2021 estão:

Benefício Composição Familiar: direcionado também a jovens de 18 a 21 anos incompletos – o Bolsa Família atual só paga jovens até 17 anos; 
Auxílio Esporte Escolar: para alunos com idades entre 12 e 17 anos incompletos que sejam membros de famílias beneficiárias do novo programae e se destacarem em competições oficiais de jogos escolares brasileiros;
Auxílio Inclusão Produtiva Rural e Urbana: pago por até 36 meses aos agricultores familiares inscritos no Cadastro Único ou para pessoas que estão na folha de pagamento com vínculo de emprego formal.
Mães chefes de família vão receber Auxílio Brasil 2021

É verdade que as mães chefes de família vão receber o valor mais alto do Auxílio Brasil? Na prática, sim. Teoricamente, os novos valores são para todos, mas quem possui crianças na família deve receber a mais. 

Isso acontece porque existem duas modalidades novas de pagamentos do novo Bolsa Família para crianças:

Benefício Primeira Infância: voltado para famílias com crianças entre zero e 36 meses incompletos;
Auxílio Criança Cidadã : pode receber o responsável familiar com criança de zero a 48 meses incompletos que consiga fonte de renda e não encontre vaga em creches públicas ou privadas. Esse pagamento acontecer até a criança completar 48 meses de vida, e o limite por núcleo familiar ainda não foi definido.
Valores Auxílio Brasil 2021

A grande questão no momento é justamente sobre os valores do Auxílio Brasil em 2021. A Medida Provisória ainda não confirmou os novos pagamentos, mas já existem previsões. 

O próprio presidente Jair Bolsonaro afirmou que quer um aumento de, no mínimo, 50% na média. Atualmente o Bolsa Família paga R$ 192 (em média); a previsão é de pagamento mínimo de R$ 300 para milhões de pessoas. 

Sabe-se que existe uma discussão interna sobre os valores: o presidente queria um Auxílio Brasil de R$ 400, mas a equipe econômica está vetando por não ser viável esse pagamento. 

O que se sabe, também, é que os valores são variáveis. Ou seja, as famílias recebem de acordo com sua composição familiar – com adicional para algumas modalidades. 

Com informações do site: Pronatec