sexta-feira, 20 de agosto de 2021

Atualização de dados no Cadúnico será decisivo para inscrição no Auxílio Brasil


 
Foto: Reprodução
Governo federal divulga novas informações sobre o Auxílio Brasil. Nessa semana, o Ministério da Cidadania informou que estará exigindo que os segurados do novo programa estejam inscritos no Cadastro Único. A previsão é de que cerca de 16 milhões de pessoas sejam contempladas a partir de novembro.

Desenvolvido como uma proposta de substituição ao novo Bolsa Família, o Auxílio Brasil acaba de ganhar novas informações. Foi confirmado que seus beneficiários obrigatoriamente deverão estar inscritos no Cadastro Único. Para isso, o governo vem otimizando o funcionamento da plataforma por aplicativo.

Mas o que é o Cadastro Único?
Trata-se da principal base de dados do governo federal. Ela tem como finalidade monitorar o desenvolvimento das famílias brasileiras em situação de vulnerabilidade social. Toda essa população se cadastra para assim ter acesso a pagamentos como o Bolsa Família e demais políticas públicas sociais no país.

É através do acompanhamento desses dados que o governo passa a contabilizar os indicativos da pobreza, desigualdade social e assim propõe novos programas que tenham como finalidade modificar essa realidade.

Como se cadastrar?
Para se cadastrar é preciso instalar o aplicativo Meu CadÚnico. Por meio dele o cidadão deve informar seus dados de identificação pessoal, como nome completo, endereço, número de residência, telefone, RG, CPF, entre outros informes.

Para quem não tem acesso a internet, o registro pode ainda ser feito através do Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) ou em um posto de atendimento do CadÚnico. Para saber a sede mais próxima de sua casa basta acessar o Mapas Estratégicos para Políticas de Cidadania (MOPS).

Quais documentos são exigidos para validação do cadastro?

O responsável familiar apresentar o próprio título de eleitor ou CPF

O comprovante de endereço é sugerido para não haver erros no ato do cadastramento

Os demais membros da família precisam ter um desses documentos: CPF, RG, certidão de nascimento certidão de casamento, carteira de trabalho ou título de eleitor.

Quem pode se inscrever no CadÚnico?

O cadastro é aceito por pessoas que:

Tenham renda mensal de até meio salário mínimo por pessoa;

Renda mensal total de até três salários mínimos

Famílias que têm recebem acima destes valores, mas que sejam público alvo de programas, benefícios e serviços específicos

Pessoas que moram sozinhas podem ser cadastradas, ou seja, famílias unipessoais;

Pessoas que vivem em situação de rua, sejam elas sozinhas ou com a família.

Detalhes do Auxílio Brasil

Registrado no Cadastro Único, o cidadão passará a ser contemplado com o novo Bolsa Família. A previsão é de que os pagamentos do projeto passem a ser realizados a partir de novembro, porém até o momento não há a definição de seu valor.

De acordo com as previsões concedidas pelo Ministério da Cidadania e pelo presidente Jair Bolsonaro, as mensalidades terão um custo de R$ 300 por família. Esse valor, no entanto, pode ser acrescentado por meio dos benefícios de extensão, sendo eles:

Auxílio Esporte Escolar: concedido a estudantes com idades entre 12 e 17 anos incompletos que sejam membros de famílias beneficiárias do Auxílio Brasil e que se destacarem nos Jogos Escolares Brasileiros.

Auxílio Criança Cidadã: disponibilizado ao responsável familiar com criança de 0 a 48 meses incompletos que possua renda comprovada, mas não encontrou vaga em creches públicas ou privadas da rede vinculada ao projeto.

Auxílio Inclusão Produtiva Rural: concedido em um período de até 36 meses aos agricultores familiares inscritos no Cadastro Único.

Auxílio Inclusão Produtiva Urbana: destinado aos beneficiários do Auxílio Brasil que conseguirem um emprego formal, como incentivo para permanecer no emprego.

Benefício Compensatório de Transição: pago a famílias que sofrerão com a migração de um programa para o outro até que a mensalidade se regularize.

Bolsa de Iniciação Científica Júnior: voltada a estudantes com bom desempenho em competições acadêmicas e científicas e que sejam beneficiários do Auxílio Brasil.

Demais benefícios para quem estiver no Cadastro Único
Além do Auxílio Brasil, a inscrição na plataforma concede o acesso para o pagamento dos seguintes abonos federais:

  • Água para todos;
  • Aposentadoria para pessoa de baixa renda;
  • Auxílio Emergencial;
  • Bolsa Família;
  • Bolsa estiagem;
  • Bolsa Verde – Programa de Apoio à Conservação Ambiental;
  • Carta Social;
  • Carteira do Idoso
  • Casa Verde e Amarela;
  • Crédito Instalação;
  • Fomento – Programa de Fomento às Atividades Produtivas Rurais;
  • Isenção de Taxas em Concursos Públicos;
  • Passe Livre para pessoas com deficiência;
  • Pro Jovem Adolescente;
  • Programa Brasil Alfabetizado;
  • Programa Brasil Carinhoso;
  • Programa de Cisternas;
  • Programa de Erradicação do Trabalho Infantil – PETI?;
  • Programa Nacional de Crédito Fundiário;
  • Programa Nacional de Reforma Agrária;
  • Tarifa Social de Energia Elétrica;
  • Telefone Popular.
Com informações do site: fdr