terça-feira, 3 de agosto de 2021

Ainda dá tempo de aderir ao saque-aniversário do FGTS? Entenda os prazos


 
Foto: Reprodução
O trabalhador que opta pelo saque-aniversário do FGTS passa a sacar todos os anos, e no mês de nascimento, parte do valor disponível no fundo. O prazo para retirada vai até o último dia útil do segundo mês subsequente ao do aquisição do direito ao resgate.

Caso o beneficiário não retire o dinheiro até essa data, ele volta automaticamente para a conta do FGTS. Já para sacar o benefício no ano de adesão, a pessoa deve realizar a troca do saque rescisão pelo saque-aniversário até o último dia do mês em que ela nasceu.

Ou seja, nascidos em julho, agosto, setembro, outubro, novembro e dezembro ainda têm a chance de aderir e sacar uma grana extra pela modalidade ainda neste ano.

Lembrando que a migração para a sistemática do saque-aniversário não é obrigatória. Sendo assim, aquele que não fizer a mudança continuará na modalidade de saque rescisão. Interessados podem aderir no site oficial da Caixa.

Como saber o valor do saque-aniversário do FGTS?
O trabalhador que optar pelo saque-aniversário poderá retirar um percentual do saldo acumulado do FGTS. Em alguns casos, ele pode vir acrescido de uma parcela adicional, como pode ser observado na tabela abaixo:

Limite das faixas de saldo (em R$)AlíquotaParcela Adicional (em R$)
Até 50050,0%
De 500,01 até 1.00040,0%50
De 1.000,01 até 5.00030,0%150
De 5.000,01 até 10.00020,0%650
De 10000,01 até 15.00015,0%1.150
De 15.000,01 até 20.00010,0%1.900
Acima de 20.000,015,0%2.900

Fonte: Caixa Econômica Federal