quarta-feira, 28 de julho de 2021

Veja o valor do auxílio emergencial 2021 para mãe solteira na prorrogação


 
(Foto: Pixabay)
Prorrogado oficialmente no início do mês de julho, o valor do auxílio emergencial 2021 para mãe solteira segue sendo a maior parcela de todo o público contemplado.

As mães solteiras vão continuar recebendo R$ 375,00 por mês até outubro. Com a prorrogação, o Governo Federal vai pagar mais três parcelas.

O benefício que acabava agora em julho ganhou extensão depois de uma nova onda da covid-19 chegar ao Brasil. Ao todo, o beneficiário vai receber sete parcelas do auxílio emergencial 2021.

Qual é o valor da prorrogação do auxílio para mães solteiras? 

Apesar de prorrogado, o auxílio emergencial não terá mudanças nos valores pagos mensalmente. Desde do programa, em abril de 2021, são pagos: R$ 150,00, R$ 250,00 e R$ 375,00.

Os valores definidos pelo Governo Federal seguem o perfil de cada família. Isso porque o programa analisa o número de pessoas dentro do mesmo núcleo familiar.

Entenda como ficaram os valores da prorrogação:

  • R$ 150,00: família composta por apenas uma pessoa;
  • R$ 250,00: família composta por mais de uma pessoa;
  • R$ 375,00: família chefiada por mulher, sem cônjuge ou companheiro, com pelo menos uma pessoa com idade menor de 18 anos.
Quando será paga a prorrogação do auxílio emergencial 2021 para mães solteiras? 

A Caixa Econômica Federal ainda não divulgou o calendário de pagamento da extensão do auxílio emergencial para mães solteiras.

Nenhum dos públicos em geral já tiveram anunciadas as datas de pagamento.

Por enquanto, só se sabe tem o calendário da quinta, sexta e sétima parcela do auxílio emergencial de quem recebe o Bolsa Família. Isso porque o auxílio é pago conforme o calendário do programa.

Para o público geral, o Governo Federal só confirmou a extensão e o que benefício terá mais três parcela que serão pagas em agosto, setembro e outubro.

Quem pode receber a prorrogação do auxílio emergencial 2021?

Tem direito a receber as três parcelas da extensão do auxílio emergencial 2021 aqueles beneficiários que já recebem o auxílio emergencial.

Apesar de abrir a prorrogação do benefício até o mês de outubro, o Governo Federal não permite que sejam cadastradas novas famílias.

Além de só continuar recebendo aqueles que já são beneficiários do programa, é preciso estar atento porque a Dataprev vem fazendo mensalmente um pente fino em todos os benefícios.

Se o sistema identificar uma possível irregularidade, você pode não receber a prorrogação.

Veja casos em que o beneficiário não tem direito à prorrogação do auxílio:

– Arrumou um emprego formal com carteira assinada;
– Passou a receber algum benefício do INSS ou seguro-desemprego;
– Tem renda familiar mensal per capita acima de R$ 550,00;
– É membro de família que tem renda mensal total acima de R$ 3.300,00;
– Teve rendimento tributável acima de R$ 28.559,70 em 2019;
– Até dezembro de 2019 tinha bens ou direitos com valor superior a R$ 300.000,00;
– Recebeu rendimentos isentos ou não tributáveis acima de R$ 40.000,00 em 2019;
– É dependente de trabalhador que declaro Imposto de Renda em 2019;
– Foi preso ou teve o CPF vinculado ao auxílio-reclusão;
– Teve o auxílio emergencial cancelado em 2020;
– Passou a morar fora do Brasil
– É estagiário, médico residente ou tem bolsa de estudo

Datas de pagamento da prorrogação do auxílio emergencial


Sem datas definidas ainda para pagamento da prorrogação do auxílio emergencial, a Caixa  disse que os beneficiários vão receber uma mensagem pelo WhatsApp.

Uma conta oficial da Caixa vai enviar a mensagem com detalhes sobre pagamento e também saque das parcelas da prorrogação.

Mas atenção, este envio será feito apenas aos clientes que mantém o número de celular atualizado no cadastro do aplicativo Caixa Tem.

A Caixa informou que não será preciso que o beneficiário faça uma solicitação para receber o aviso, porque a mensagem chegará de forma automática para quem cadastrou o telefone no aplicativo.

As mensagens serão gratuitas, e vão informar sobre o calendário de depósito na conta digital e o cronograma de saque.

Importante ressaltar que a Caixa não vai pedir confirmação ou dados pelo WhatsApp.

Calendário da prorrogação do auxílio emergencial para o Bolsa Família 

O calendário de pagamento do auxílio para quem recebe o Bolsa Família segue a ordem do final do NIS (Número de Identificação Social) que consta no cartão do seu benefício.

Como os beneficiários recebem o auxílio emergencial pelo Bolsa Família, desde a data da liberação do pagamento, as famílias contempladas já podem sacar os valores.

Com as datas divulgadas no início do ano pelo Governo Federal, confira o cronograma da 5ª parcela do auxílio emergencial abaixo:

NIS terminado em: 1 – 18/08
NIS terminado em: 2 – 19/08
NIS terminado em: 3 – 20/08
NIS terminado em: 4 – 23/08
NIS terminado em: 5 – 24/08
NIS terminado em: 6 – 25/08
NIS terminado em: 7 – 26/08
NIS terminado em: 8 – 27/08
NIS terminado em: 9 – 30/08
NIS terminado em: 0 – 31/08

O pagamento da sexta parcela para estes beneficiários acontece do dia 17 de setembro ao dia 30.

No mês de outubro, os beneficiários recebem a última parcela do auxílio emergencial entre os dias 18 e 29, conforme número final do NIS.

Com informações do site: DCI