segunda-feira, 26 de julho de 2021

PIS/Pasep: 24,5 bilhões ainda não foram sacados; veja quem pode sacar


 
Foto: Reprodução
O PIS/Pasep é destinado aos trabalhadores que exerceram alguma profissão com carteira assinada num período de pelo menos 30 dias ou 12 meses, vão poder sacar o PIS/Pasep. Lembrando que este ano não haverá o saque do abono salarial, o trabalhador só poderá retirar o dinheiro no ano que vem.

No entanto, existe outra forma de você conseguir ter acesso aos valores do PIS/Pasep. Quem trabalhou com carteira assinada nas décadas de 70 e 80 vão poder retirar recursos das cotas do PIS/Pasep.

Estamos falando das cotas do extinto fundo PIS/Pasep que conta com mais de R$ 24,5 bilhões que ainda não foram retirados. Os trabalhadores que atuaram nos anos acima citados e tinham carteira assinada, vão poder ter acesso ao dinheiro. Para os que já faleceram, seus herdeiros terão direito aos recursos.

Dos R$ 24,5 bilhões, R$ 22,8 bilhões são cotas do fundo PIS/Pasep que foi extinto, sendo que o valor foi repassado para o FGTS, e R$ 1,2 bilhão são recursos de anos anteriores que não foram sacados, e os R$ 448,4 milhões é para o pagamento do abono salarial que foi transferido para o próximo ano.

Quem pode retirar cotas do PIS?
Somete terá direito ao saque das Cotas do PIS o trabalhador que estiver cadastrado como participante do Fundo PIS/Pasep até 4 de outubro de 1988 e que ainda não tenha realizado o saque.

Este ano não há mais a possibilidade de realizar saque do PIS/Pasep, que por decisão do Conselho Deliberativo do Fundo de Amparo ao Trabalhador (Codefat) foi transferido para o ano que vem, no entanto, a retirada dos recursos das cotas ainda poderá ser feita pelo trabalhador pelos cinco anos seguintes após o encerramento do cronograma de pagamentos.

Com informações do site: REDE JORNAL CONTABIL