sábado, 10 de julho de 2021

O que diz o Dataprev sobre os bloqueios no Auxílio Emergencial


 
Foto: Reprodução

Muita gente está reclamando muito do Dataprev nas últimas semanas nas redes sociais. Essas pessoas estão dizendo que o órgão estaria cancelando contas do Auxílio Emergencial com justificativas irreais. No entanto, os agentes negam e afirmam que todos os bloqueios acontecem de forma justa e depois de uma longa análise de dados.

Desde que o Governo Federal começou os pagamentos do Auxílio Emergencial em abril deste ano, o Dataprev está atuando. A função do órgão é justamente analisar se as contas estão de acordo com as regras do programa. Então se alguma deixa de seguir as normas, essa pessoa passa pelo bloqueio.

De acordo com o próprio Dataprev, é possível fazer a contestação do resultado. Para isso, basta ir até o site oficial da consulta do Auxílio Emergencial, inserir os dados básicos e logo depois saber o que motivou o bloqueio. Segundo o órgão, eles informam a razão pela qual a pessoa perdeu o benefício em questão.

Se o cidadão não concordar com aquela justificativa, ele vai ter o direito de questionar o resultado em até 10 dias úteis. No entanto, isso não vale para todo mundo. De acordo com relatos nas redes sociais, alguns casos de bloqueios não estão oferecendo a opção de contestação. Assim, esses brasileiros estão sem a opção de questionar o resultado.

O Dataprev explica que todo e qualquer cancelamento do Auxílio Emergencial acontece só depois de uma longa análise dos dados de cada pessoa que recebe o benefício. Só depois é que eles conseguem fazer o bloqueio. Sobre a impossibilidade de contestação, eles dizem que esses casos não são passíveis de contraprovas.

Irregularidades seguem acontecendo
Se o Dataprev faz esse pente fino regularmente, então por que as irregularidades ainda existem? De acordo com o próprio órgão a função dessas análises não é acabar com as fraudes, mas sim diminuir a quantidade delas.

O que se sabe é que no ano passado o Governo Federal gastou bilhões de reais em pagamentos indevidos do Auxílio Emergencial. Isso quer dizer portanto que eles não querem que isso se repita novamente nesta edição de 2021.

De qualquer forma, ainda não dá para saber se o plano está surtindo efeito. Acontece que ainda não há dados de irregularidades no programa neste ano. Quase todas as informações sobre isso se referem aos casos dos pagamentos do ano passado.

Auxílio Emergencial
Na última segunda-feira (5), o Governo Federal anunciou oficialmente a prorrogação do Auxílio Emergencial. O programa que iria durar até julho, agora deverá fazer pagamentos até o próximo mês de outubro. Pelo menos essa é a ideia.

Não há nenhuma informação que dê conta sobre possíveis mudanças no trabalho do Dataprev nesta prorrogação. Eles deverão seguir com essa lógica de pente fino até o final dos pagamentos do programa em questão.

Aliás, é bem provável que eles sigam fazendo isso durante os repasses do novo Bolsa Família. O programa novo deve entrar em cena a partir do próximo trimestre, assim que os pagamentos do Auxílio Emergencial chegarem ao fim.

Com informações do site: Noticias Concursos.