terça-feira, 13 de julho de 2021

Lista de 7 documentos que podem aumentar a aposentadoria do INSS


 
Foto: Reprodução

O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) pode aumentar a aposentadoria do trabalhador que apresentar durante o processo de solicitação ou revisão do benefício determinados documentos, que vão além daqueles informados no Cadastro Nacional de Informações Sociais (Cnis).

Isso porque no Cnis as informações podem estar desatualizadas. Salários e contribuições podem estar abaixo daquilo que o beneficiário de fato efetuou. Diante deste cenário, o valor da aposentadoria acaba sendo reduzido, gerando prejuízo financeiro para o bolso do trabalhador.

Casos em que a aposentadoria foi erroneamente contabilizada, ou seja, com valores na folha abaixo do esperado, ou se na hora de solicitar o benefício o trabalhador se deparou com seus dados desatualizados, alguns documentos podem corrigir os erros e aumentar o benefício.

Confira a seguir:

1 - Apresentar a atualização de salários na carteira profissional. Toda a mudança nas remunerações deve estar anotada no documento e assinada pelo empregador;

2 - Ficha financeira da empresa que comprava os valores gastos com a remuneração dos empregados. Ela precisa estar obrigatoriamente assinada pelo empregador;

3 - Contratos de trabalho temporários, em que a carteira não é assinada, o trabalhador pode apresentar o documento assinado pelo empregador que informa e detalha a realização das atividades para a empresa;

4 - A Relação Anual de Informações Sociais (Rais) é um documento utilizado para a comprovação de tempo de serviço durante o processo de aposentadoria ou revisão. O documento também é usado para a concessão do abono salarial e cálculo do FGTS.

 5 - O Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) também pode ser utilizado como fonte de comprovação de tempo de trabalho e serviço para a aposentadoria;

6 - O holerite ou contracheque é um documento que detalha que os rendimentos do trabalhador, assim como aquilo que é descontado do salário, como impostos, contribuições previdenciárias e sindicais, gratificações e abonos;

7 - O extrato do FGTS é disponibilizado a todos os trabalhadores que atuam ou atuaram com carteira assinada. Mensalmente, o empregado realiza depósitos nas contas vinculadas, que chegam a 8% do salário pago ao colaborador.

Pelo site do Ministério do Trabalho é possível solicitar diversos documentos mencionados na lista, como a Rais e o Caged, por exemplo. Vale destacar que as informações têm papel importante em validar vínculos empregatícios e valores recebidos enquanto trabalhador com carteira assinada.

Com informações do site:  editalconcursosbrasil