sábado, 10 de julho de 2021

INSS publica calendário da prova de vida com grupos até 2022


 
(Imagem: Shutterstock)
O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) divulgou um novo calendário para a realização da prova de vida para os aposentados, pensionistas e outros beneficiários. Antes o prazo era em maio ou junho de 2021. Agora foi alterado para janeiro do próximo ano. Quem não realizar a prova terá seu benefício suspenso.

O INSS tem cerca de 36 milhões de beneficiários e que devem todo ano realizar a prova de vida para continuar a receber pagamentos. A comprovação voltou a ser obrigatória desde junho. Anteriormente foi suspensa devido aos problemas da pandemia no país.

O grupo poderá fazer um novo cadastro entre janeiro e agosto de 2022. Para o outro grupo que ainda não fez o procedimento tem vencimento entre março de 2020 e abril de 2021, nada mudou.

Calendário da prova de vida do INSS

Quando a prova de vida vencer       Novo prazo

Até abril de 2020                               Junho de 2021
Maio e junho de 2020                       Julho de 2021
Julho e agosto de 2020                       Agosto de 2021
Setembro e outubro de 2020               Setembro de 2021
Novembro e dezembro de 2020       Outubro de 2021
Janeiro e fevereiro de 2021               Novembro de 2021
Março e abril de 2021                       Dezembro de 2021
Maio e junho de 2021                       Janeiro de 2022
Julho e agosto de 2021                       Fevereiro de 2022
Setembro e outubro de 2021               Março de 2022
Novembro e dezembro de 2021       Abril de 2022
Janeiro e fevereiro de 2022               Maio de 2022
Março e abril de 2022                       Junho de 2022
Maio e junho de 2022                      Julho de 2022
Julho de 2022                                      Agosto de 2022

Prova de vida no banco

A maioria dos beneficiários devem fazer a prova de vida em agências bancárias, onde há o saque de pagamentos para poder realizar o procedimento.

“É importante lembrar que as pessoas com mais de 80 anos e com dificuldade de locomoção não precisam ir até o banco. Nesses casos, o próprio beneficiário, ou um familiar, pode pedir o serviço de prova de vida domiciliar”, comenta o diretor de benefícios do INSS, José Carlos de Oliveira

A prova de vida é prevista em lei e devem fazer os aposentados, pensionistas e quem recebem outros benefícios. Para impedir fraudes, crimes ou pagamentos incorretos.

A prova ocorre uma vez ao ano com datas para cada grupo de beneficiários com seus respectivos vencimentos. Os beneficiários devem comprovar a vida no local onde receberam o pagamento.

Como fazer a prova de vida?

É possível fazer a prova de vida por biometria facial no Meu INSS, um aplicativo no celular. Porém é avisado no próprio programa se é possível ou não, porque foi criado essa exceção exclusivamente para pessoas que não conseguem se locomover para uma agência por causa da idade, deficiência ou qualquer impossibilidade de ir para o local.

Para agendamento, deve ser realizado pelo Meu INSS ou pelo telefone 135. O beneficiário deve ficar atento pelo aplicativo e pelo telefone e verificar a documentação necessária para o procedimento.

É importante que os documentos estejam em mãos para não impossibilitar a operação. Para qualquer dúvida entrar em contato pelo telefone ou no site: www.gov.br/inss/pt-br/assuntos/tira-duvidas-sobre-a-prova-de-vida-do-inss.

Perdi o prazo e agora? 

Para quem perdeu o prazo da prova de vida, terá o pagamento suspenso e terá um prazo de até seis meses após a suspensão. O beneficiário deve  comparecer ao banco onde recebe para fazer a comprovação de vida.

É possível fazer pelo Meu INSS caso tenha biometria cadastrada no Departamento Estadual de Trânsito (Detran), ou no Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Se passar dos seis meses, o benefício será desativado e o beneficiário terá que reativar no INSS que, avaliará em um prazo determinado que pode ser cerca de 72 horas. Caso haja dúvidas entre em contato com o INSS e seus canais de atendimento como na Central 135 ou Meu INSS.

A pandemia no Brasil impediu os beneficiários de realizar a prova de vida e o INSS suspendeu o procedimento para não fazer o cidadão se locomover até a uma agência e causar aglomeração no local.

Na maioria das agências é possível realizar pelo caixa eletrônico que possibilita os cidadãos fazerem a prova de forma rápida e segura.

Cuidado com golpes

O INSS informa que não entra em contato direto com o beneficiário para pedir qualquer tipo de informação como dados pessoais e fotos.

Em caso de dúvidas, o cidadão pode entrar em contato com os canais de atendimento oficiais no atendimento remoto como a assistente virtual (chatbot Helô), disponível no site (gov.br/meuinss) e aplicativo do Meu INSS.

E também no telefone 135 que funciona que funciona de segunda a sábado, das 7h às 22h (horário de Brasília).

Com informações do site: FDR