quinta-feira, 1 de julho de 2021

Concurso Bombeiros : "precisamos fazer", diz novo comandante


 
(Foto: GOV PI)
O novo comandante do Corpo de Bombeiros do Piauí, coronel Ronaldo Macedo, assumirá a função com uma meta: realizar um novo concurso Bombeiros PI. Apesar da necessidade, a seleção depende do aval do governo.

"Precisamos fazer concurso. O governador é sensível a essas necessidades, mas existem limitações. Tudo tem que ser analisado com cautela, para que a gente não venha a atropelar essas fases", disse o comandante na última terça-feira, 29, em entrevista à TV Cidade Verde.

Segundo Macedo, o Corpo de Bombeiros do Piauí trabalha com um dos menores efetivos do país. São cerca de 350 militares na ativa e um déficit de, aproximadamente, mil vagas.

"Precisamos de concurso, de efetivo. Hoje talvez sejamos o menor Corpo de Bombeiros do Brasil. Nosso efetivo hoje gira em torno de 350 militares. Temos 224 municípios e estamos presentes apenas em Parnaíba, Floriano, Picos e Teresina. Chegamos recentemente em Piripiri", disse o coronel à TV Cidade Verde.

Para que o concurso Bombeiros PI ocorra, primeiro o Governo do Estado deve autorizar o edital. Posteriormente, a corporação deverá nomear uma comissão para iniciar os estudos. Em seguida, um banca poderá ser contratada ou não. Somente após a conclusão dessas etapas, a seleção poderá ser aberta. 

Último concurso Bombeiros PI ocorreu em 2017
O último edital para um concurso Bombeiros PI foi publicado no mês de setembro de 2017. Na época, foram abertas 110 vagas para soldados.

Desse total, 100 foram para homens e dez para mulheres. Para se candidatar, era preciso ter o nível médio completo, carteira de habilitação a partir da categoria "B", idade entre 18 e 30 anos e altura mínima de 1,60m (homens) e 1,55m (mulheres).

O Núcleo de Concursos e Promoção de Eventos (Nucepe) foi o responsável pela seleção, que teve seis etapas de seleção mais o curso de formação.

A primeira etapa, a prova objetiva, contou com 60 questões, sendo elas de Língua Portuguesa, Matemática, Química, Física, Noções de Informática, Legislação Institucional e Noções de Direito.

Os aprovados tiveram seus exames discursivos corrigidos. De acordo com a aprovação, os selecionados ainda realizaram: avaliação de saúde; teste de aptidão física (TAF); exame psicológico; e investigação social.

Os aprovados foram convocados para o curso de formação. Em 2017, a remuneração inicial era de R$3.100.

Com informações do site: Folha Dirigida