sábado, 3 de julho de 2021

Auxílio Emergencial: Próximas parcelas podem subir para R$ 600?


 
Foto: Reprodução
O auxílio emergencial 2021 foi elaborado para ser pago inicialmente em quatro parcelas de R$ 150 a R$ 375, com vigência entre os meses de abril e julho. No entanto, o ministro da Economia, Paulo Guedes, confirmou recentemente que o programa emergencial deverá ser extenso por mais algum tempo, a depender exclusivamente do cronograma de imunização.

Quantas parcelas e valor

Conforme declaração do ministro, Paulo Guedes, o governo pretender garantir os direitos da população enquanto o cronograma de vacinação não for concluído. Conforme estimativa do Ministério da Saúde, acredita-se que até o mês de outubro, toda a população adulta terá tomado pelo menos a primeira dose da vacina contra a Covid-19, logo, para Guedes será expressamente importante prorrogar o benefício até lá.

Sendo assim, o governo prevê uma prorrogação inicial em três parcelas que inclusive poderá contar com mais uma prorrogação caso a pandemia não esteja bem controlada.

Guedes pontuou ainda que a nova prorrogação deve seguir o mesmo padrão que vem sendo pago aos beneficiários, ou seja, com valores de R$ 150 para quem vive sozinho, R$ 375 para mães chefes de família e R$ 250 para os demais beneficiários.

Reajuste de R$ 600

Com a confirmação de uma nova prorrogação do auxílio emergencial, alguns parlamentares se movem para pedir que as próximas parcelas do beneficio possam subir para R$ 600, afim de garantir uma estabilidade maior aos mais afetados pela pandemia.

O tema é debatido pelo deputado federal Eduardo da Fonte (PP-PE) que classificou a prorrogação do auxílio emergencial como extremamente positiva e necessário. Fonte é autor ainda do Projeto de Lei 2550/20 que prevê o pagamento de R$ 600 até o fim da pandemia do novo coronavírus.

Calendário de pagamentos

Enquanto o governo não oficializa o pagamento das parcelas de prorrogação, o governo segue a todo vapor liberando o saque em espécie de terceira parcela do auxílio emergencial, bem como em breve a liberação da quarta parcela do benefício.

Confira as próximas datas de pagamento já confirmadas

Calendário de pagamentos em conta poupança social digital

Nascidos em  4ª parcela
Janeiro         23 de julho
Fevereiro         25 de julho
Março         28 de julho
Abril                 1 de agosto
Maio         3 de agosto
Junho         5 de agosto
Julho         8 de agosto
Agosto         11 de agosto
Setembro 15 de agosto
Outubro         18 de agosto
Novembro 20 de agosto
Dezembro 22 de agosto

Calendário de saques e transferência

Nascidos em  3ª parcela 4ª parcela
Janeiro          1 de julho 13 de agosto
Fevereiro          2 de julho 17 de agosto
Março          5 de julho 19 de agosto
Abril 6 de julho 23 de agosto
Maio          8 de julho 25 de agosto
Junho          9 de julho 27 de agosto
Julho         12 de julho 30 de agosto
Agosto         13 de julho 1º de setembro
Setembro        14 de julho 3 de setembro
Outubro         15 de julho 6 de setembro
Novembro 16 de julho 8 de setembro
Dezembro 19 de julho 10 de setembro
 
Calendário do Bolsa Família

Inscritos NIS           4ª parcela
NIS de final 1          19 de julho
NIS de final 2          20 de julho
NIS de final 3          21 de julho
NIS de final 4          22 de julho
NIS de final 5          23 de julho
NIS de final 6          26 de julho
NIS de final 7          27 de julho
NIS de final 8          28 de julho
NIS de final 9          29 de julho
NIS de final 0          30 de julho

Com informações do site: Jornal Contabil