sábado, 17 de julho de 2021

Antecipe o saque do auxílio emergencial 2021 usando recurso no CAIXA Tem


 
Foto: Reprodução
O auxílio emergencial 2021 continuará a ser pago até o mês de outubro, após a confirmação da prorrogação. O formato de pagamento das parcelas também continua o mesmo, através das contas poupanças sociais digitais, gerenciadas pelo aplicativo Caixa Tem. 

O Caixa Tem foi criado pela Caixa Econômica Federal (CEF) em 2020, após passar por uma situação complicada em virtude das extensas filas nas portas das agências bancárias, formadas por beneficiários em busca do auxílio emergencial.

A procura em massa gerou aglomerações frequentes que resultaram na necessidade de tomar uma medida de contenção. 
Foi então que junto à plataforma do Caixa Tem, houve a decisão de dividir o calendário de pagamentos do auxílio emergencial em duas etapas.

A primeira trata-se das datas de depósitos das parcelas na conta poupança digital, e a segunda se refere à liberação dos saques e transferências para outras agências bancárias.
A restrição quanto aos saques e transferências do auxílio emergencial continua em vigor com o objetivo de evitar tumultos. Normalmente, há um prazo de quase um mês entre o calendário de depósitos e o de saques. 

Até lá, o auxílio emergencial fica liberado somente para transações virtuais, como o pagamento de boletos, compras online com o cartão de débito virtual e presenciais mediante a leitura do QR Code, recarga de celular, entre outras ferramentas e serviços gratuitos. 

Antecipação do auxílio emergencial no CAIXA Tem
No entanto, encontrou-se uma brecha que possibilita a antecipação do auxílio emergencial. Mas antes, é preciso explicar que a chave PIX lançada em 2020, também foi incluída no Caixa Tem.

Os beneficiários do auxílio emergencial ficaram autorizados a utilizá-la junto ao pagamento da primeira parcela da atual rodada, mais precisamente no mês de abril. 

Contudo, o Banco Central do Brasil (BCB) impôs uma particularidade quanto ao uso da chave PIX no Caixa Tem. A ferramenta está liberada desde que não seja para realizar transferências para contas da mesma titularidade em outras agências bancárias. 

Isso porque, caso o correntista tenha dívidas com o banco, o dinheiro transferido por PIX pode ser usado para pagar esse débito. A partir daí, surgiu a ideia autorizar o pagamento apenas para outro cidadão.

De toda forma, o PIX tem sido utilizado como uma alternativa para antecipar o saque do auxílio emergencial. 

Antes de mais nada, é preciso criar uma chave PIX. Observe o passo a passo a seguir e entenda como funciona a chave PIX no Caixa Tem. 

Clique na opção PIX;
Depois toque em “Vamos lá”;
Selecione a chave que você deseja cadastrar (ela pode ser o CPF do usuário, uma chave aleatória, telefone ou e-mail);
Após criá-la, escolha a opção Cadastrar chaves selecionadas;
Informe a senha do Caixa Tem e aguarde a mensagem de confirmação.

Feito isso, é possível realizar pagamentos em estabelecimentos comerciais e transferências via PIX da seguinte forma:

Clique na aba “Pix”;
Clique em “Pagar”;
Escolha a chave Pix;
Informe o valor que deseja transferir;
Confirme os dados de pagamento;
Se todas as informações estiverem corretas, digite sua senha.