terça-feira, 29 de junho de 2021

Precisa-se de robôs inteligentes para manter a produtividade em alta


 
Foto: Reprodução
A pandemia causada pelo novo coronavírus acelerou a transformação digital nos negócios e nas vidas de grande parte da população humana, gerando grandes impactos também na economia global. Com a vacinação capaz de evitar a covid-19, as empresas já devem iniciar um planejamento para o retorno pós-pandemia, mas ainda é preciso ter muita cautela.

Nesse aspecto, a inteligência artificial é a principal tendência para o futuro. Quando aliada à robótica, é possível gerar soluções ainda melhores. Com o retorno gradual das indústrias, a procura por essa tecnologia deve crescer. Isso porque as empresas precisarão manter a mesma quantidade de produção que antes da pandemia, ou talvez até um volume maior.

Para resguardar a vida dos funcionários, nesses casos, provavelmente será preciso intercalar o número de pessoas que ocupam o mesmo espaço e criar uma distância segura entre os colaboradores, além de manter todo o cuidado com a higienização no local. E, com um número limitado de funcionários em linha de montagem, não será possível manter o volume anterior.
A automação entra nesse campo como uma nova necessidade para diversas indústrias que precisam voltar ao funcionamento e também como uma grande tendência para o futuro cada vez mais próximo.

Em parceria com o grupo BMW, a NVidia Enterprise usou a plataforma de robótica Isaac para aprimorar as fábricas automotivas, usando robôs de logística desenvolvidos com tecnologias avançadas de computação de inteligência artificial e visualização. Nesse caso, o foco é implementar um sistema completo desenvolvido com as tecnologias da NVidia – desde o treinamento e os testes até a implantação – e robôs criados com uma única arquitetura de software, executada na plataforma aberta de robótica Isaac.

Com informações do site: Bússola