quarta-feira, 9 de junho de 2021

Pis/Pasesp: abono salarial pode ser sacado até dia 30 de junho


 
Foto: Reprodução

Aqueles que trabalharam de carteira assinada pelo menos um mês até 2019 tem até o dia 30 de junho para o saque do abono salarial, o Pis/Pasesp.

De acordo com a Caixa Econômica federal, até o dia 7 de junho, mais de 560 mil trabalhadores que têm direito ao benefício, mas que ainda não sacaram.

São R$ 320 milhões que podem ficar nos cofres públicos caso o trabalhador que tem direito ao abono não sacar até o prazo final.

O que é o abono salarial 2021- Pis/Pasesp?

É o benefício anual equivalente ao valor de, no máximo, um salário mínimo pago a quem trabalhou pelo menos um mês em 2019 com carteira assinada, que tenha recebido pelo menos dois salários mínimos ao mês e que tenha cadastro no Pis (Programa de Integração Social) ou Pasep (Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público) há, no mínimo, cinco anos.

O abono salarial não é pago aos empregados domésticos, trabalhadores rurais empregados por pessoa física, trabalhadores urbanos empregados por pessoa física e trabalhadores empregados por pessoa física equiparada a jurídica.

Como saber se tenho direito ao abono salarial 2021?
Quem tem direito ao abono salarial são os trabalhadores com carteira assinada que recebem até dois salários mínimos e estejam há pelo menos cinco anos inscritos no Pis/Pasep. Também é preciso que o beneficiário tenha trabalhado pelo menos 30 dias no ano-base.

Para saber se você tem direito ao benefício, basta consultar o valor do Pis pelo aplicativo Caixa Trabalhador,  que pode ser baixado pela Apple Store ou Google Play direto no seu celular, no site da Caixa ou ainda pelo telefone: 0800 726 0207 da Caixa.

Agora se você é funcionário público, a Caixa informa que os trabalhadores precisam verificar se não houve depósito do abono em conta. Informações sobre o Pasep podem ser obtidas pelo telefone 0800729 0001.

Seja qual for a maneira escolhida pelo trabalhador, é preciso ter o número do NIS (Número de Inscrição Social) em mãos.

Como sacar o benefício do Pis/Pasesp? 
O trabalhador pode sacar o abono salarial com o Cartão do Cidadão e a senha cadastrada diretamente nos terminais de autoatendimento da Caixa, nas lotéricas e correspondentes Caixa Aqui, e também pelo aplicativo Caixa Tem, o mesmo que é usado para pagamento do auxílio emergencial.

A Caixa abriu uma poupança social digital gratuita para quem ainda não tinha, que pode ser movimentada apenas através do aplicativo. Se você ainda não tem o Caixa Tem no seu celular, pode fazer o download pelos sistemas Android ou iOS. Pelo Caixa Tem é possível pagar boletos, fazer transferências e compras com cartão virtual.

Se você não tem o Cartão do Cidadão, o benefício pode ser retirado em qualquer agência da Caixa Econômica mediante apresentação de um documento de identificação, são aceitos como documentos oficiais a carteira de identidade, habilitação física ou digital, carteira de trabalho, carteira funcional reconhecida por decreto, identidade militar, carteira de identidade de estrangeiros e passaporte.

O recebimento pode ser feito ainda por meio do crédito direto em conta individual com movimentação e saldo: conta corrente, poupança, conta Caixa Fácil ou Conta Poupança Social Digital.

O que acontece se não sacar o dinheiro?
O pagamento do abono salarial em cima do ano de 2019 começou em julho do ano passado e terminou em fevereiro deste ano. Quem ainda não retirou o dinheiro tem o prazo máximo de até o dia 30 de junho. Depois desta data, o abono volta para a conta do Fundo de Amparo ao Trabalhador.

Depois do dia 30 de junho, o trabalhador que tem direito e não fez o saque do abono terá de esperar a próxima janela de saques disponibilizada pelo banco. Ou seja, o trabalhador terá de esperar quando começar o pagamento do calendário do exercício seguinte. O de 2020, por exemplo, será pago a partir de 2022.

Nunca saquei o abono, perdi o dinheiro?

O trabalhador que não sacar tem assegurado o direito pelo prazo de cinco anos, sendo redirecionado para pagamento no calendário do exercício seguinte, até o prazo informado. O que quer dizer que se você não tiver sacado o abono nos últimos cinco anos pode pegar o benefício agora, até o dia 30.

Para pegar o abono de anos anteriores, basta ir até uma agência da Caixa Econômica e apresentar documento de identificação oficial. São aceitos documentos como: carteira de identidade, habilitação física ou digital, carteira de trabalho, carteira funcional reconhecida por decreto, identidade militar, carteira de identidade de estrangeiros e passaporte.

Qual é o valor do abono do Pis/Pasesp?
O abono salarial tem valor proporcional ao tempo de serviço do trabalhador no ano-base em questão. O cálculo do valor corresponde aos meses trabalhados multiplicados por 1/12 do valor do salário mínimo vigente na data do pagamento.

Depois de publicado o valor o salário mínimo em R$ 1.100,00, quem trabalhou os 12 meses do ano, receberá o benefício no valor máximo de um salário mínimo (R$ 1.110,00).

Se foram trabalhados menos meses, o benefício será de 1/12 do salário mínimo por mês trabalhado, na seguinte proporção: um mês, R$ 92,00;
dois meses R$ 184,00; três meses R$ 275,00; quatro meses, R$ 367,00;
cinco meses, R$ 459,00;
seis meses, R$ 550,00;
sete meses R$ 642,00;
oito meses R$ 734,00;
nove meses, R$ 825,00; dez meses, R$ 917,00;
onze meses, R$ 1.009,00.
A conta segue até chegar ao valor total do salário mínimo para quem trabalhou 12 meses.

Com informações do site: Dci.