sexta-feira, 4 de junho de 2021

Pernambuco anuncia auxílio para artistas juninos atingidos com a pandemia


 
Foto: Reprodução
Na última sexta-feira, 28, o Governo de Pernambuco fez um anúncio sobre a aprovação do Projeto de Lei (PL) que autoriza o pagamento de um auxílio emergencial para os artistas juninos. E, demais componentes deste grupo cultural diretamente afetados pela pandemia da Covid-19.

O texto dispõe sobre o pagamento de um benefício com valores que podem variar entre R$ 3 mil a R$ 15 mil.

O auxílio emergencial será pago em uma cota única destinada a cerca de cinco mil artistas juninos de todo o Estado de Pernambuco. O PL foi assinado após um pronunciamento online e segue para aprovação na Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe).

Segundo o Governo de Pernambuco, o investimento no auxílio emergencial estadual para artistas juninos terá um investimento na margem de R$ 3,2 milhões.

Conforme previsto no texto, o cálculo para a concessão do benefício equivale a 60% do valor do último cachê recebido pelo artista solo ou grupo cultural junino.

No entanto, é preciso que a contratação tenha sido firmada pela Fundação do Patrimônio Histórico e Artístico de Pernambuco (Fundarpe), ou Empresa de Turismo de Pernambuco (Empetur) durante os ciclos juninos passados.

“A gente quer concluir todas essas etapas, seja de aprovação do processo de lei na Assembleia Legislativa, de publicação dos editais, seja de análise desses editais e seja de pagamento, em no máximo um período de 60 dias”, declarou o governador de Pernambuco, Paulo Câmara.

Vale lembrar que no ano passado, a festa de São João precisou ser cancelada em todo o Estado devido ao grave cenário decorrente da pandemia. Em 2021, apesar de não haver nenhuma oficialização, praticamente certo de que a festança será suspensa mais uma vez.

Em Caruaru, no Agreste, onde acontece um dos eventos mais tradicionais do Estado, por exemplo, o mesmo já foi proibido pela prefeitura municipal. 

Este é apenas um exemplo perante a necessidade de elaborar um incentivo financeiro capaz de atingir mais de 400 artistas e grupos culturais pernambucanos.

O amparo envolve quadrilhas, cirandas, coco, xaxado, bois, bacamarteiros, trios de forró, bandas de forró, e vários outros que compõem o ciclo junino.

Ressaltando que no mês de fevereiro deste ano, o Governo de Pernambuco já disponibilizou um outro auxílio emergencial, na época a verba foi destinada aos profissionais envolvidos no carnaval pernambucano.

Na oportunidade, aproximadamente, 493 artistas, grupos e agremiações foram contemplados por benefícios em cota única com valores variáveis entre R$ 3 mil a R$ 15 mil, pagos no mês de abril.


Com informações do site: FDR