quarta-feira, 23 de junho de 2021

Bolsonaro deve anunciar prorrogação do auxílio emergencial até sexta, 25


 
Foto: Reprodução
É esperado o anúncio de prorrogação do auxílio emergencial ainda nesta semana. De acordo com informações da CNN Brasil, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) deve anunciar a medida até esta sexta-feira, 25. A informação segue o que o ministro da Economia, Paulo Guedes, e o da Cidadania, João Roma, já haviam adiantado. 

Dessa forma, é esperado que o auxílio pago em 2021 seja estendido por mais dois meses, totalizando seis parcelas. De acordo com a agenda presidencial, Bolsonaro se reunirá com os dois ministros para finalizar o texto da prorrogação nesta quarta-feira, 23. As parcelas devem se manter variando de R$ 150 a R$ 375, dependendo da situação do beneficiário.

O valor médio pago para cada cidadão gira em torno de R$ 250. A nova rodada de depósitos, referentes à terceira parcela do auxílio, começou na última sexta-feira, 18, para os nascidos em janeiro.

Para os nascidos em dezembro, a última faixa a receber o depósito, os pagamentos terminam em 30 de junho.

Os beneficiários são aqueles que se inscreveram para ter direito ao auxílio ainda em 2020. São trabalhadores informais, desempregados, microempreendedores individuais (MEIs), autônomos e inscritos no CadÚnico sem direito a Bolsa Família.

Investimento
De acordo com dados da Secretaria de Avaliação e Gestão da Informação – SAGI, do Ministério da Cidadania, em 2020 foram quase 68 milhões de brasileiros que receberam auxílio emergencial. Em outras palavras, 1/3 da população brasileira.

No total, para o pagamento do auxílio emergencial, o Governo Federal destinou cerca de R$ 294 bilhões para socorrer os cidadãos mais necessitados.

Em maio, o Ministério afirmou que cerca de 39 milhões de famílias foram beneficiadas com o retorno do benefício em 2021. O valor para este ano destinado ao pagamento do auxílio ficou em torno dos R$ 35,6 bilhões.

Em pronunciamento neste mês, o presidente da Caixa Econômica Federal Pedro Guimarães disse que estuda a possibilidade de adiantar a 4ª parcela do auxílio emergencial. A data prevista para o pagamento do benefício é 23 de julho, para os nascidos em janeiro.

Eleições de 2022 na mira
Para alguns especialistas, o acréscimo de duas parcelas faz parte de um conjunto de medidas para aumentar a popularidade política. Além disso, Bolsonaro também planeja ampliar o pagamento do Bolsa Família.

Hoje, o Bolsa Família é pago para 14,7 milhões de pessoas, porém a equipe econômica planeja ampliar os depósitos para 17 milhões. Além de atingir mais brasileiros, o governo estuda aumentar o valor do benefício para cerca de R$ 300.


Com informações do site: editalconcursosbrasil