quarta-feira, 5 de maio de 2021

Vale a pena aceitar acordo do INSS? Veja QUANTO pode receber de indenização


 
Foto: Reprodução
Segurados do INSS podem calcular média a receber em suas restituições. Se você deseja dar entrada em um pedido de revisão previdenciária, mas está inseguro sobre a possibilidade de perda, fique atento. De acordo com as normas do órgão, seus segurados podem receber até mais que R$ 60 salários mínimos a depender do acordo validado. Acompanhe.

Vale a pena aceitar acordo do INSS? Veja QUANTO pode receber de indenização (Imagem: Marcos Rocha/ FDR)
Vale a pena aceitar acordo do INSS? Veja QUANTO pode receber de indenização (Imagem: Marcos Rocha/ FDR)
O pedido de revisão tem sido algo cada vez mais comum para quem é segurado do INSS. Com a pandemia do novo coronavírus, muitos brasileiros passaram a ter como fonte de renda exclusiva os salários da previdência, o que aumenta a fiscalização quanto ao valor recebido.

Acordos e revisões pelo INSS
Para quem identificou erro no cálculo, a contestação é concedida gratuitamente pelo INSS ou pode ser feita ainda pela justiça, sob o acompanhamento de um advogado previdenciário.

Em ambos os casos o cidadão pode fazer acordos com o órgão para garantir o reajuste de sua parcela, mas a definição do valor varia perante os cortes e falhas no benefício.

De modo geral, o INSS passa a revisar as regras de concessão do abono ofertado. Além disso, é revisado também todo o histórico do sujeito, a quantia de suas contribuições, jornada de trabalho, situação de saúde se for o caso. Sendo identificado uma diferença, a restituição passa a ser acordada.

1ª parcela do 13° salário do INSS começa em maio; confira calendário!

INSS, seguro defeso e mais benefícios sociais entram na mira do pente fino
Salário mínimo 2022: INSS, seguro desemprego e PIS/Pasep serão afetados
Salário mínimo 2022: INSS, seguro desemprego e PIS/Pasep serão afetados

O beneficiário pode ter acesso apenas ao reajuste, o que significa receber as mensalidades com a nova quantia a partir da assinatura do acordo.

No entanto, há também a possibilidade de ter acesso ao retroativo, quando a decisão for judicial, sendo pago o acumulado desde que o erro foi sinalizado na folha orçamentária.

É válido ressaltar que a definição exata da quantia depende do tipo de benefício, quanto tempo ele esteve em erro, a forma como a contestação foi feita. Porém, sua simulação pode tomar como base a tabela abaixo:

Simulação das rescisões do INSS
Benefício 6 meses 4 meses 2 meses
1.100 R$ 6.923,80 R$ 4.571,49 R$ 2.209,02
1.500 R$ 9.827,57 R$ 6.396,52 R$ 3.012,30
2.000 R$ 13.103,42 R$ 8.528,70 R$ 4.016,40
2.500 R$ 16.379,28 R$ 10.660,87 R$ 5.020,50
3.000 R$ 19.655,13 R$ 12.793,05 R$ 6.024,60
3.500 R$ 22.930,99 R$ 14.925,22 R$ 7.028,70
4.000 R$ 26.206,84 R$ 17.057,40 R$ 8.032,80
4.500 R$ 29.482,70 R$ 19.189,57 R$ 9.036,90
5.000 R$ 32.758,55 R$ 21.321,75 R$ 10.041,00
5.500 R$ 36.034,41 R$ 23.453,92 R$ 11.045,10
6.000 R$ 39.310,27 R$ 25.586,09 R$ 12.049,20
6.433,57 R$ 39.972,38 R$ 26.017,05 R$ 12.919,90
Para acompanhar o calculo de sua previdência, acesse nossa página exclusiva de simulações. Basta preencher os dados solicitados e você passará a ter acesso a uma média do valor que deve receber pelo INSS.

Com informações do site: fdr