domingo, 2 de maio de 2021

PIX pode ser cobrado para ESTES clientes do Bradesco, Itaú e Santander


 
Foto: Reprodução
Os brasileiros que possuem empresa e adotaram o PIX como uma das formas de pagamento dos colaboradores e fornecedores, não tem acesso ao serviço gratuito como as pessoas físicas.

As empresas precisam pagar uma taxa no valor de em média R$ 9,00 a cada transferência realizada.

O Bradesco avisou aos clientes de que passaria a cobrar das empresas este valor. Outros bancos que também aderirem a cobrança são o Itaú e Santander.

O que é o PIX?
O PIX é uma ferramenta de pagamento instantâneo, uma nova opção ao lado do TED, DOC e cartões para pessoas e empresas realizarem transferências de valores ou recebimento de pagamentos.

Seu grande diferencial é a rapidez e funcionamento. Diferente de uma transferência tradicional, com esse novo método o dinheiro caí na conta em segundos e pode ser feito durante finais de semana e feriados.

Como aderir ao PIX?
Para aderir é necessário que o usuário crie uma chave Pix. Essa chave pode ser criada usando os canais de atendimento do banco, ou instituição financeira onde tem conta.

Como fazer pagamento?
No momento de realizar a transação, a opção do Pix vai aparecer no aplicativo ao lado da TED ou DOC.

Depois que fizer sua escolha, basta digitar a chave informada pelo destinatário do pagamento. Confirme os dados e finalize a transição com sua senha. 

Outras funções
O novo lançamento são os saques em lojas, em que o usuário deve realizar uma transferência para um estabelecimento comercial e retirar o valor em dinheiro. Com isso, pode ser feito um repasse em um valor maior que a compra e a retirada da diferença no caixa.

O pagamento por aproximação pode ser feito pelo celular, para isso basta aproximar o celular da maquininha de cartão, que debita o valor por meio do Pix.

Já para a iniciação do pagamento, será criado uma instituição financeira, com capital mínimo de R$1 milhão, no qual serão executadas as transferências, mas não participarão do fluxo financeiro.

Cobrança por transferência
Apenas os correntistas com conta jurídica precisam arcar com o valor da transferência por PIX. O que tem se mostrado frustrante para boa parte dos empreendedores.

Em contrapartida, bancos digitais como Nubank, C6 Bank e Banco Inter, isentam seus clientes por completo. Cabe ao usuário escolher o que vale mais a pena.


Com informações do site: FDR