domingo, 16 de maio de 2021

Novo Auxílio Emergencial com parcelas de R$ 500,00 até 31 dezembro para este grupo de brasileiros, confira


 
Foto: Reprodução

Muita atenção: um novo Auxílio Emergencial com parcelas de R$ 500,00 pode ser a notícia que muitos esperavam. A ideia é aumentar as parcelas do benefício atual e manter os pagamentos até o fim do ano. 

Entenda como isso pode acontecer e quais são os passos para aprovação do benefício. Fique por dentro do texto que pode ir para votação em breve e melhorar o rumo financeiro de milhões de brasileiros no segundo semestre de 2021.

Novo Auxílio Emergencial R$ 500

Quem já está contando com os pagamentos de R$ 150 a R$ 375 poderá ter uma boa notícia até agosto: o novo Auxílio Emergencial de R$ 500. Um projeto que está em trâmite neste momento prevê uma renovação do benefício.

A ideia do Projeto de Lei 527/21 é garantir a renovação do Auxílio Emergencial com parcelas maiores até o dia 31 de dezembro de 2021. Os novos depósitos viabilizariam uma maior tranquilidade para população em pobreza e extrema pobreza neste momento.

Ao contrário do que muitos pensam, o novo projeto é possível já que utilizaria outra forma de resta de recursos que não seria da União. A ideia é, por exemplo, fazer cobranças de Imposto de Renda sobre dividendos empresariais de forma emergencial.

Quem vai receber Auxílio Emergencial R$ 500


O texto da PL 527/21 prevê inclusive quem vai receber o Auxílio Emergencial de R$ 500. Sempre lembrando que o texto está em fase de análise ainda na Câmara dos Deputados que poderá votar o benefício a qualquer momento. 

Quem tem direito ao Auxílio de R$ 500 até dezembro, de acordo com a PL:

Maiores de 18 anos de idade sem emprego formal ativo;
Necessariamente NÃO deve receber benefício previdenciário ou assistencial – ou seguro-desemprego;
Não ter recebido, em 2020, rendimentos tributáveis abaixo da faixa de isenção; 
Dois integrantes de cada núcleo familiar poderiam receber; 
Mães chefes de família receberiam duas cotas.
Quem já recebe o Auxílio atual teria uma transferência automática para esse novo auxílio.

Como vai funcionar Auxílio Emergencial de R$ 500

Mas como vai funcionar o novo Auxílio Emergencial de R$ 500? De onde vai sair o dinheiro? Os recursos devem sair de locais pontuais: lucros ou dividendos pagos (ou creditados por PJ) e outras estratégias:

Metade dos lucros do Banco Central em operações cambiais;
10% das renúncias fiscais atuais que são concedidas pelo governo;
Arrecadação com contribuições sociais (PIS e Cofins) em itens de luxo – entre eles picanha, bacalhau e caviar. 
O projeto de lei 527/21 Auxílio R$ 500 é de autoria do deputado André Janones, defensor do Auxílio. O PL está em tramitação em caráter conclusivo: a avaliação segue para diferentes comissões antes de seguir o trâmite. 


Com informações do site:  investircorreto