quinta-feira, 6 de maio de 2021

Ministro diz que auxílio emergencial deve virar um programa sustentável


 
Foto: Reprodução
O ministro da economia, Paulo Guedes, afirmou na última terça-feira (04), que o Auxílio Emergencial precisa ser substituído por um programa sustentável. Ou seja, ele acredita que precisa ser um benefício da categoria de Bolsa Família ou Renda Brasil fortalecido. Além disso, o ministro defendeu um valor acima de R$ 170 para o benefício.

Ministro diz que auxílio emergencial deve virar um programa sustentável
O ministro defende um programa sustentável, com mínimo de R$ 170. Entretanto, ele afirma “mas talvez não sei se vamos chegar aos 600 (reais)”. Essa fala, foi proferida por Guedes em audiência pública de um conjunto de comissões da Câmara dos Deputados.

Além disso, o ministro aponta que, eventualmente, o Brasil vai criar um programa para acabar com a pobreza. De acordo com o ministro, o programa deve ter financiamento de recursos da venda de empresas estatais, bem como ter duração de quatro a cinco anos.
 
Levando em conta, os danos que a pandemia já causou, e tem causado no país, essa ideia de programa sustentável deveria acontecer logo. O auxílio emergencial funciona de maneira imediata. Entretanto, os impactos da crise atual, vão influenciar nas famílias brasileiras por muito tempo.

O ministro Guedes afirma que “isso terá que ser um esforço conjunto, isso é um Congresso inteiro, uma PEC, é algo que nós temos que pensar juntos”.

Vale lembrar, que o auxílio emergencial, é um benefício financeiro, oriundo do governo federal. Ele tem como objetivo, ajudar as pessoas vulneráveis, diante da crise do novo coronavírus.

Com informações do site: Seu crédito Digital