segunda-feira, 24 de maio de 2021

Governo lança programa de estágio com mais de 700 vagas no serviço público


 
Foto: Reprodução
A partir de agora, os estudantes do ensino superior de Alagoas contam com uma oportunidade a mais de aplicar, na prática e a serviço da sociedade, os conhecimentos acadêmicos. Isso porque o Governo de Alagoas lançou, nesta sexta-feira (21), o Pontapé, programa que vai ofertar cerca de 700 vagas para estágio não obrigatório em diversos órgãos do serviço público estadual.

Desenvolvida por meio da Secretaria de Estado do Planejamento, Gestão e Patrimônio (Seplag), a iniciativa visa estabelecer procedimentos padronizados de recrutamento que possibilitem a descoberta de talentos para o serviço público local.
Os estudantes que tiverem interesse já poderão se inscrever a partir da próxima segunda-feira (24), exclusivamente pelo site https://pontape.al.gov.br/.

“O Estado está ampliando o número de vagas e democratizando o acesso a elas. Vamos utilizar a lógica do concurso público para fazer a seleção de estagiários, dando oportunidades iguais para todos, mas com política afirmativa para priorizar quem mais precisa. Isso certamente gerará impacto na economia presente e especialmente na produtividade futura do estado de Alagoas”, afirmou o governador Renan Filho durante o lançamento do programa.

Poderão participar do processo seletivo os estudantes que estejam cursando, no mínimo, o segundo ano, para cursos de periodicidade anual, ou o terceiro semestre, em caso de curso de periodicidade semestral. O programa já conta com mais de 15 instituições de ensino cadastradas e é válido para graduações presenciais ou a distância. Quem for selecionado poderá estagiar por até dois anos no serviço público, com chances de ser efetivado.

“Os estagiários vão receber um salário mínimo e também auxílio transporte. Com isso, vamos garantir não só o apoio às políticas públicas do governo, mas também a oportunidade de empregabilidade a esse público que hoje cursa, com todas as dificuldades da pandemia, o nível superior.
É uma entrega importante para a população e que temos muito orgulho de viabilizar”, pontuou o secretário titular da Seplag, Fabrício Marques Santos.

Realizado de forma online, o processo terá como principal critério de seleção o Coeficiente de Rendimento (CR), índice que mede o desempenho acadêmico do estudante. Visando à universalização das vagas, o Pontapé prevê que cada processo seletivo oferte, além das vagas para ampla concorrência, oportunidades para Pessoa com Deficiência (PcD), para inscritos no CadÚnico e para aqueles que cursaram todo o ensino médio em nada rede pública ou na privada com bolsa integral.

“Esse é o programa que dará ao jovem uma primeira chance. É uma política pública extremamente assertiva, ainda mais agora que jovens e crianças estão sendo vítimas ocultas dessa pandemia”, comentou o secretário de Estado da Educação, Rafael Britto.

Lançado durante coletiva de imprensa, o Programa já nasce com o selo da iniciativa Um Milhão de Oportunidades (1MiO), a maior articulação pela juventude do Brasil, liderada pelo Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) e mais de 80 parceiros do setor privado, sociedade civil e governos.

“O Pontapé vem justamente nesse momento de desemprego e de diminuição da renda. Temos uma urgência de gerar oportunidades agora e contamos com a maior geração de jovens da história, são mais de 48 milhões de pessoas no Brasil com idade entre 10 e 24 anos. Precisamos virar esse jogo para o desenvolvimento do país e aproveitar a potência dessa juventude. Estaremos juntos para somar nessa missão”, pontuou Gustavo Heidrich, oficial do UNICEF no Brasil para a iniciativa Um Milhão de Oportunidades.


Com informações do site: tnh1