sexta-feira, 7 de maio de 2021

Governo Federal libera o novo valor do salário mínimo para 2022; Veja


 
Foto: Reprodução
Você sabia, trabalhador? O Governo Federal já tem a previsão de valor do salário mínimo de R$ 1.147 para 2022, de acordo com o que consta no texto do projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias (PLDO) para 2022. O documento foi divulgado pelo Ministério da Economia.

O salário mínimo está atualmente no valor de R$ 1.100. Assim, o valor é R$ 47 maior que o valor atual, o que representa alta de 4,27%. Essa também é a previsão do Ministério da Economia para o Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) deste ano.

O valor do salário mínimo revela que o Governo Federal espera apenas reescoar a perda da inflação para o período, sem valorização real do salário mínimo.

A Lei de Diretrizes Orçamentárias tem como base a aprovação do orçamento do próximo ano e, por isso, prevê as previsões dos principais indicadores econômicos. Se a inflação no final do ano for diferente da previsão, o governo poderá rever o valor durante o próprio orçamento.

Segundo o Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese), o salário mínimo é referência para nada menos que 50 milhões de pessoas no Brasil, das quais 24 milhões são beneficiárias do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS).

Veja as projeções salariais para os seguintes anos:

R$ 1.188 em 2023;
R$ 1.229 em 2024.
Esses valores são apenas uma referência, e também podem ser alterados mais tarde.

Nenhum aumento real

Em 2019, o governo encerrou a política de reajuste real do salário mínimo. Assim, agora o valor salarial se limita a seguir a determinação da Constituição, que fala em preservar o poder aquisitivo do trabalhador.

O ganho real do salário mínimo foi implementado informalmente por Fernando Henrique Cardoso (PSDB), em 1994, logo após a adoção do Plano Real.

As administrações petistas oficializaram a medida.

Sem ganho real no salário mínimo, o governo recebe alívio financeiro, uma vez que o aumento do salário mínimo ajusta automaticamente os benefícios previdenciários e previdenciários. Para cada R$ 1 aumento no valor mínimo, o governo aumenta as despesas por ano em aproximadamente R$ 315 milhões.

Um aumento de R$ 47, portanto, representa uma despesa extra de quase R$ 15 bilhões.

Impacto do aumento do salário mínimo

O reajuste do valor do salário mínimo também influencia as contas públicas. Acontece que o Abono Salarial PIS/PASEP e os benefícios do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) utilizam o valor do salário como referência.

Com informações do site: Rede Brasil News