quarta-feira, 26 de maio de 2021

Entenda o que seria o bônus por mérito no novo Bolsa Família


 
Foto: Reprodução
O novo Bolsa Família ainda não tem uma data oficial para o seu lançamento. No entanto, se sabe que o programa deverá ter um pé forte na meritocracia. O Governo Federal está analisando a possibilidade de criação de um bônus para as famílias que merecerem mais.

Funcionaria assim: as famílias com crianças e adolescentes com as melhores notas na escola, acabariam ganhando esse bônus. Esse dinheiro iria ser para além do que eles ganham normalmente com o programa. Então se, por exemplo, alguém ganha R$ 250 por mês no Bolsa Família, poderia passar a ganhar um pouco mais do que isso por causa do desempenho do filho na escola.
 
O mesmo valeria para as família que tenham crianças com um bom histórico esportivo. A ideia do Governo seria portanto premiar essas pessoas. Assim, eles esperam que essas crianças se sentiriam mais estimuladas a estudar com mais atenção na escola.

Ainda não há, no entanto, uma confirmação desta ideia. Quando era Ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni trabalhou muito com essa questão. Para ele, o novo Bolsa Família deveria ser quase que totalmente meritocrático, abrindo espaço portanto para pagamentos de bônus.

No entanto, vale lembrar que o Ministério da Cidadania trocou de Ministro recentemente. Agora, quem comanda a pasta é João Roma. Ele continua trabalhando na reformulação do programa, mas ele não vem falando muito sobre essa questão do bônus para os melhores alunos.

Novo Bolsa Família
Nesta terça-feira (25), o jornal Folha de São Paulo aponta que uma ala do Governo quer investir pesado nesse novo Bolsa Família. E um desses pontos do novo programa vai precisar ser justamente este bônus por mérito. É uma coisa que eles portanto não querem abrir mão.

De acordo com o jornal, a ideia é fazer com que as famílias acabem ganhando um pouquinho mais. Eles afirmam ainda que dá para fazer isso sem gastar muito. Assim, eles acreditam que o Governo conseguiria implementar essa mudança por uma Medida Provisória (MP), sem precisar de aprovação urgente do Congresso Nacional.

Setores de oposição, no entanto, criticam esta ideia. Eles acreditam que os pagamentos não devem servir apenas para quem tiver mérito. Algumas pessoas citam por exemplo casos em que famílias tenham filhos com menos facilidade para estudar. Essa criança ficaria portanto em desvantagem em relação aos outros.

Data para mudanças
O fato mesmo é que nem o Governo Federal tem ideia de quando esse novo Bolsa Família vai começar de fato. O Ministério da Cidadania, e parte do Planalto quer começar esses pagamentos no próximo mês de agosto. A ideia deles é pegar justamente o período do fim do Auxílio Emergencial.

No entanto, uma parte do Congresso não gosta dessa ideia. O grupo político conhecido como Centrão quer que o Governo prorrogue o atual Auxílio até o próximo mês de novembro. Dessa forma, o novo Bolsa Família acabaria ficando para o mês de dezembro.

De acordo com as leis eleitorais brasileiras, o Governo só tem até o final deste ano para colocar esse projeto em prática. Se não fizer isso, o programa terá que ser engavetado. É que as regras não permitem que o Planalto lance leis como estas em anos de eleição.


Com informações do site: Notícias Concursos