sexta-feira, 7 de maio de 2021

Empréstimo consignado: Bancos já estão preparados para aumentar margem para 35%


 
Foto: Reprodução
A Federação Brasileira de Bancos (Febraban) e a Associação Brasileira de Bancos (ABBC) comunicaram que os bancos brasileiros já tem condições de oferecer uma margem maior de crédito na modalidade de consignado. No final de março, foi sancionada a Lei nº 14.131, que aumenta a margem consignável de 30% para 35%.

Segundo a Febraban e a ABBC, as instituições financeiras filiadas realizaram todas as adequações necessárias para ampliar a oferta de crédito consignado. Vale destacar que a lei que aumentou a margem consignável também permitiu carência de até 120 dias para empréstimos na modalidade.

“As medidas têm como principal objetivo aliviar a pressão sobre os orçamentos familiares, disponibilizando mais prazo e recursos para os servidores públicos, aposentados e pensionistas do INSS, e empregados de empresas privadas, através de um empréstimo barato e de longo prazo”, destacou o presidente da Febraban, Isaac Sidney.

Confira detalhes sobre a oferta de crédito consignado nos principais bancos do país a seguir:

Banco do Brasil
O Banco do Brasil informou que já oferece as condições adequadas para a concessão de empréstimos consignados de acordo com as novas regras. Os interessados em solicitar crédito pela modalidade com mais limite podem fazer a contratação com toda a praticidade, direto no aplicativo do BB, sem precisar ir a uma agência do banco.

Bradesco
Em nota, o Bradesco afirmou que já oferece as condições adequadas à resolução 14.131/2021 para a concessão de crédito consignado, e que a modalidade já está disponível para contratação desde 08 de abril conforme as novas regras.

Desta forma, é possível contratar até 35% da margem em empréstimo consignado, além de 5% para compras com o cartão de crédito consignado. As taxas de juros no Bradesco são de 1,8% ao mês (23,87% ao ano), com até 120 dias para pagar a primeira parcela do empréstimo.

Caixa
A Caixa Econômica Federal oferece crédito consignado para trabalhadores de empresas privadas e servidores públicos de órgãos conveniados ao banco e aposentados e pensionistas da Previdência Social. Neste último caso, já é possível utilizar a margem consignável de 35%, tendo até quatro meses para pagar a primeira parcela do empréstimo.

“Parâmetros como canais de contratação, prazo máximo e a possibilidade de carência na contratação e/ou renovação de operações são personalizados conforme convênio estabelecido com a empresa ou ente de vinculação do cliente. De forma geral, a Caixa atua com prazo de contratação/renovação de até 120 meses e carência de até 6 meses para o primeiro pagamento”, disse a Caixa em nota.

O empréstimo consignado da Caixa tem taxas de juros a partir de 0,94% ao mês e pode ser solicitado nas agências do banco ou pelo WhatsApp. Clientes Caixa podem solicitar mais informações sobre a modalidade pelo telefone 0800 104 0104.

Itaú Unibanco
O Itaú Unibanco informou em nota que o empréstimo consignado para aposentados e pensionistas do INSS oferecido pela instituição já está de acordo com as novas condições previstas pela Lei.

Com taxa de juros a partir de 1,06% e pagamento de 11 a 84 meses, o empréstimo pode ser contratado pelos canais digitais do banco (app e internet banking), caixas eletrônicos, agências ou correspondentes bancários. Não é necessário ter conta no Itaú para solicitar o crédito.

Santander
Por fim, o Santander também já está oferecendo empréstimos para aposentados e pensionistas do INSS, servidores públicos e trabalhadores de empresas privadas com a nova margem consignável e carência. As taxas do empréstimo consignado Santander estão entre as mais acessíveis do mercado, a partir de 0,90% ao mês.

A oferta de crédito do Santander está disponível inclusive para quem não é correntista da instituição. A contratação pode ser feita pelo aplicativo, Internet Banking, agências e correspondentes bancários Santander.

Com informações do site: editalconcursosbrasil