quinta-feira, 6 de maio de 2021

Direitos previdenciários para pessoa que sofre de Depressão.


 
Foto: Reprodução
Todo cidadão que sofre algum acidente, ou é atestado com alguma doença, ou até mesmo uma gravidez, este tem o amparo do INSS, com benefícios que vão ajudar financeiramente o segurado em momentos que ele precisa se afastar de suas atividades laborais.

Mas o que acontece com a pessoa que sofre de depressão e precisa se afastar de suas atividades laborais? Ela também é amparada pelo INSS? Acompanhe nosso conteúdo e fique por dentro do assunto. 

Quais são os benefícios a que o segurado tem direito?
  • Aposentadoria por invalidez;
  • Auxílio-doença;
  • Auxílio-acidente;
  • Salário-maternidade.
O que é depressão?
Esta doença é um distúrbio de humor que leva o cidadão a ter a sensação de tristeza e a perder interesse nas coisas, como trabalhar, realizar atividades rotineiras. 

A principal característica da depressão é a tristeza, pois, isto pode acarretar vários problemas emocionais e físicos, acarretando dificuldade em dormir ou falta de concentração para trabalhar. 

Sofro de depressão tenho direito ao auxílio-doença?
Na prática, muitas pessoas pensam que a depressão não atrapalha o indivíduo a realizar as suas atividades laborais, porém, o que muitos não sabem é que a tristeza e o desânimo pode afetar diretamente no convívio com as pessoas, principalmente no ambiente de trabalho. Muitos médicos acreditam que o trabalho pode ser uma terapia ocupacional para a mente.

Porém, para cada caso, uma situação a parte, existe situação em que o trabalhador está com depressão e o mesmo está fazendo tratamento médico e mesmo com este tratamento ocorre uma piora no seu quadro, fazendo com que ocorre a incapacidade para exercer suas atividades laborais por mais de 15 dias, quando acontece ele poderá requerer o auxílio-doença. 


Tempo de carência 
  • No mínimo 12 contribuições para solicitar o benefício;
  • Com exceção se a doença estiver em um estado grave, com isso, ele poderá conseguir a isenção do período de carência, porém isso precisa ser atestado pela perícia médica do INSS.
Aposentadoria por invalidez para quem sofre de depressão 
Já mencionamos todas as consequências que a depressão pode causar,  em casos o segurado não consegue realizar atividades laborais, em primeiro momento aconselhamos a entrar com o pedido do auxílio-doença, pois, a aposentadoria por invalidez é bem difícil de ser concedida, portanto, se a depressão persistir mesmo depois do período do auxílio-doença, o segurado passará por uma perícia médica para tentar se enquadrado pela aposentadoria por invalidez.

O que é analisado na perícia médica?
Quando o segurado passa por uma perícia médica, o mesmo passará por exames para atestar a incapacidade para exercer suas atividades laborais, será analisada se é incapacidade temporária ou permanente. 

Com informações do site: Jornal Contábil