terça-feira, 25 de maio de 2021

Dicas para se proteger de golpes no WhatsApp


 
Foto: Reprodução
Dmitry Bestuzhev, diretor da equipe global de Pesquisa e Análise da Kaspersky na América Latina (empresa de cibersegurança), concedeu uma entrevista à CNN. Nesta entrevista ele fala sobre alguns possíveis golpes que podem ocorrer pelo WhatsApp, e também dá dicas de como se proteger deles. 

Bestuzhev explica que o golpista pode tentar hackear a conta do WhatsApp do usuário, se ele conseguir acesso ao código de verificação via SMS. O criminoso geralmente entra em contato com a vítima e diz que ela ganhou algo, mas precisa do código de verificação para lhe conceder o prêmio. 

Quando consegue acesso ao código de verificação, o criminoso consegue instalar o WhatsApp da pessoa em outro dispositivo, deste modo, tomando controle da conta. “A partir daquele momento, o que o invasor faz é habilitar imediatamente a autenticação em duas etapas e a vítima fica sem o WhatsApp”, disse Bestuzhev. 

“Outra forma de sequestrar a conta é clonando a linha na versão desktop do WhatsApp. Lembre-se que para ativá-lo você precisa do código QR. A vítima é instruída a escanear um código QR por qualquer motivo”, acrescentou o executivo. 

Dicas para se proteger no WhatsApp
1- Armadilha do QR Code
Se alguém lhe pedir para digitalizar um QR Code desconfie, há grande hipótese de ser uma tentativa de golpe. “Você nunca precisa encaminhar esse código ou contar a ninguém” afirmou Bestuzhev.

O executivo da Kaspersky menciona o uso de scanners de QR Code seguros: “Antes de abrir um arquivo, o scanner informa o que é e dá a reputação desse link, se é malicioso ou suspeito, e não fará uma ação automática para abrir a página”. 

2- Nunca compartilhe o código de verificação
Nunca compartilhe o código de verificação enviado por SMS com ninguém, muito menos o PIN criado para a verificação em duas etapas. A grande maioria dos golpes aplicados ocorrem, pois o usuário acaba enviando esse código para o criminoso, após ser enganado de alguma forma. 

“Sempre dizemos aos nossos usuários para nunca compartilhar o código de verificação do WhatsApp com ninguém, nem mesmo com a família ou amigos, pois isso pode fazer com que alguém acesse sua conta” detalha Paloma Szerman, gerente de políticas públicas do WhatsApp para a América Latina. 

Opções de segurança avançadas do WhatsApp
Essas opções não garantem a segurança total de sua conta, mas com certeza dificultam muito o processo para os golpistas.

1- Verificação em duas etapas
A verificação em duas etapas é um processo importante para a segurança do WhatsApp, que dificulta o processo de aplicação de golpes. Ela é usada, inclusive, pelos próprios golpistas após realizarem a fraude, para te negarem o acesso à conta.

Para ativar essa autenticação basta ir nas “Configurações”, depois tocar em “Conta”. Em seguida, a opção “Verificação em duas etapas” irá aparecer e basta clicar nela. Será solicitado a criação de um PIN de 6 dígitos, que será necessário sempre que você tentar registrar seu número de celular em outro dispositivo, em conjunto com o código via SMS. 

O WhatsApp também irá solicitar um e-mail para recuperação, caso você esqueça o seu PIN. 

2- Bloqueio de aplicativos
Além da autenticação em duas etapas, já comentada anteriormente, também existe a possibilidade de habilitar o reconhecimento biométrico. 

Para isso, basta ir até as “Configurações”, selecionar “segurança e privacidade” e depois “bloqueio de aplicativos”. Deste modo você pode restringir o acesso a certos aplicativos, como o WhatsApp, fazendo com que eles abram apenas com sua digital, ou com um PIN. 

Com informações do site: Notícias Concursos