sexta-feira, 28 de maio de 2021

Bolsonaro cita corrupção petista e ironiza: ‘Meu escândalo é leite condensado’


 
Foto: Reprodução
O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) parou para conversar com seus apoiadores em frente ao Palácio da Alvorada, nesta quarta-feira (26). Bem-humorado, Bolsonaro voltou a ironizar a notícia sobre compra de leite condensado pelo governo federal.

Primeiro Bolsonaro mandou um recado para o senador Humberto Costa (PT-PE) e explicou que o Brasil não faz fronteira com México, Chile e Equador. Logo depois, Bolsonaro fez comparação de seu governo com os governos anteriores.

“Humberto Costa é o vampiro da Odebrecht, em fraude que teve não sei onde aí.
Lembra do passado, que toda semana tinha pelo menos um escândalo? O meu escândalo é leite condensado”, disse Bolsonaro para os seus apoiadores dando risada. 

Compra de leite condensado virou notícia
O presidente Jair Bolsonaro voltou a ironizar a compra de leite condensado pelo governo federal. Em janeiro, foi divulgado que o governo gastou R$ 15,6 milhões em compras do produto no ano de 2020. O presidente foi criticado nas redes sociais e postagens falsas diziam que o produto havia sido comprado apenas para a família de Bolsonaro.

Os R$ 15,6 milhões estavam imprecisos e foram gastos para abastecer toda a administração federal com o leite condensado, incluindo ministérios como o da Defesa, responsável pela alimentação dos 370 mil homens do Exército, Marinha e Aeronáutica. 

Levantamento do UOL mostrou que o governo federal gastou R$ 31,1 milhões com compras de leite condensado em 2019, enquanto em 2020 o valor caiu para R$ 20,2 milhões. O valor de R$ 15 milhões referia-se a compras empenhadas em 2019 e pagas no ano seguinte.

Com informações do site: i7news