sexta-feira, 7 de maio de 2021

Auxílio: nascidos depois de junho não receberão segunda parcela em maio


 
Foto: Reprodução
Os beneficiários do Auxílio Emergencial que nasceram entre os meses de julho e dezembro não irão receber a segunda parcela do benefício neste mês de maio. De acordo com o calendário da própria Caixa Econômica Federal, essas pessoas terão que esperar até o mês de junho para receber.

Pelo calendário, é possível notar que o informal que nasceu em julho só vai poder receber o Auxílio no próximo dia 2 de junho. Dessa forma, ele não vai poder ter o dinheiro no mês de maio. O mesmo vale para os informais que nasceram nos meses de agosto, setembro, outubro, novembro e dezembro.

O informal que nasceu em dezembro, por exemplo, só vai receber a segunda parcela no dia 16 de junho. E isso nem é a data da liberação dos saques, é a data da liberação do dinheiro na conta digital. Então essas pessoas só poderão movimentar o dinheiro no dia 16 de junho.

No caso dos nascidos em julho, a possibilidade do saque da segunda parcela só vai acontecer no dia 24 de junho. Nas redes sociais, muita gente criticou essa ordem de pagamentos. Para eles, fica difícil de entender o porquê de as pessoas passarem mais de um mês entre o recebimento de uma parcela e outra.

Quem nasceu em julho, por exemplo, recebeu a primeira parcela do Auxílio ainda no último dia 20 de abril. Eles precisam esperar cerca de um mês e meio para receber a segunda parcela do benefício. Essa demora acabou levantando críticas de várias pessoas.

Calendário
Durante um vídeo ao vivo no Youtube nesta quinta-feira (6), o Presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, disse que estava muito satisfeito com o calendário do Auxílio Emergencial. Ele disse, entre outras coisas, que as pessoas entendem esse gráfico de datas com muita facilidade.

De acordo com o calendário, os pagamentos do programa começaram primeiro para os informais ainda no último dia 6 de abril.  Todos os informais que nasceram entre os meses de janeiro e junho irão receber a segunda parcela do benefício ainda neste mês de maio.

Recentemente, esse calendário passou por uma mudança nas datas dos saques da primeira parcela. É que a Caixa vinha ouvindo muitas críticas sobre a demora nesse prazo, e decidiu antecipar a permissão para a retirada do dinheiro vivo. Pode ser portanto que eles mudem de ideia também sobre esse hiato entre os pagamentos dos informais.

Bolsa Família
As pessoas que recebem o Auxílio Emergencial via Bolsa Família não precisam se preocupar com isso. É que eles precisam seguir as mesmas datas que eles seguem no pagamento do programa anterior. Dessa forma, todos eles irão receber a segunda parcela ainda no mês de maio.

O Governo Federal afirma que esse novo Auxílio vai pagar ao todo quatro parcelas para a população vulnerável. No entanto, o Planalto vem ouvindo várias críticas em relação aos valores do benefício este ano. De acordo com o Ministério da Economia, o valor máximo de pagamento este ano é R$ 375.

O Presidente Jair Bolsonaro vem reconhecendo que esses não são valores ideais. No entanto, ele está pedindo para que as pessoas usem esse dinheiro não como uma renda completa e sim como um complemento de renda nesta pandemia.


Com informações do site: Notícias Concursos