sábado, 3 de abril de 2021

Projeto oferece 16 cursos gratuitos nas áreas da música, fotografia e teatro


 
Foto: Reprodução
Vivenciamos a pandemia há mais de um ano. Durante esses meses, alguns profissionais foram mais afetados do que outros. Na área da cultura e arte, os trabalhadores seguem impossibilitados de desempenharem suas atividades como no ‘antigo normal’. Para amenizar essa situação, projetos, festivais e eventos virtuais incentivam o processo criativo dos artistas nesse momento atípico. 

É o caso da iniciativa “Arte Urgente”, que desde o início de março oferece atividades formativas para jovens e profissionais do setor no Estado. Ao todo, são 100 cursos divididos em cinco turmas.
As inscrições da segunda etapa estão abertas até domingo (4) no site para 16 cursos nas áreas de música, literatura, dança, teatro e fotografia.

“O que o público pode esperar desse segundo bloco de cursos é uma diversidade de ofertas e de qualificação no campo das artes e da cultura. Então, artistas, gestores, produtores interessados nas áreas das artes cênicas, da música, das artes visuais, podem acessar o banco de dados dos cursos que eles vão ser contemplados de alguma forma. É uma qualificação de altíssimo nível”, adianta o diretor do Arte Urgente, Paulo Feitosa. 

Essas atividades formativas fazem parte das "Janelas Formativas", um dos quatro eixos do projeto. A ação objetiva criar um espaço mais abrangente e direcionado a pessoas que desejam aprender algo novo ou expandir os conhecimentos nas áreas da Cultura e Arte de forma prática a partir de cursos gratuitos de curta duração. 

As propostas dos cursos foram selecionadas a partir de um edital, que contemplou artistas-educadores de 14 cidades do Ceará. Metade dos projetos escolhidos são de profissionais de  municípios do interior. A ação busca descentralizar o conhecimento produzido em Fortaleza e alcançar pessoas de diversas regiões do Estado. 

OUTROS EIXOS 
Ao todo, 1.100 pessoas serão beneficiadas diretamente pelos quatro eixos formativos do ‘Arte Urgente’.
Além das Janelas Criativas, o projeto oferta atividades nas ações “Ateliês de Criação”, “Agências de Futuro” e “Coleção de Saberes”. Cada uma é direcionada a um público distinto, proporcionando qualificação profissional e suporte financeiro para os participantes.


Alunos de 30 cursos receberão bolsas de estudos para continuarem estudando, totalizando 600 bolsas no total, no valor de R$375. O diretor adianta que, a partir da próxima segunda-feira (5), serão abertas as inscrições para 5 cursos técnicos do “Ateliês de Criação”, destinando 100 bolsas para os estudantes selecionados.
A iniciativa é fomentada por recursos da Lei Aldir Blanc. 

“A gente acredita que a gente pode contribuir qualificando cada vez mais os nossos profissionais, qualificar cada vez mais os atores econômicos do campo da cultura para que no processo de retomada econômica, para no processo de retomada das suas atividades se consiga de uma forma mais rápida construir uma nova rotina de trabalho, produção e criação”, completa Paulo Feitosa. 

SERVIÇO
Janelas Formativas

Inscrições abertas até domingo (4), no site.

Com informações do site: Diário do Nordeste