terça-feira, 13 de abril de 2021

Ministro João Roma diz que novo Auxílio Emergencial pode ser prolongado “caso a situação se agrave”


 
Foto: Reprodução
O ministro da Cidadania, João Roma (Republicanos-BA), sinalizou a possibilidade de uma nova prorrogação do auxílio emergencial. Na terça-feira, 06, o ministro disse que o benefício pode ser prorrogado se a situação da pandemia no país for grave. Atualmente, o Brasil vive o pior momento da pandemia: em março, o país registrou um recorde de 66 mil mortes por covid-19.


"[Vamos estender a ajuda] se a situação piorar. Não é o que apostamos, já que a vacinação avançou. Mas para ter novas parcelas, precisaríamos de uma nova autorização legislativa. (...) Depois de quatro meses, se o Estado – Legislativo e governo – achar que é fundamental [dar] novas parcelas, um novo limite de recursos tem que ser aprovado para que o governo federal faça [os gastos]", disse o ministro ao UOL.

Quantidade de auxílio emergencial 2021

A nova rodada de auxílio emergencial terá quatro parcelas, nos valores de R$ 150, R$ 250 ou R$ 375, dependendo da composição familiar. Em 2020, o programa pagou cinco parcelas de R$ 600, e depois foi prorrogado, com o pagamento de até quatro parcelas adicionais no valor de R$ 300.
Apesar da redução do valor do benefício, Roma afirma que a soma pode fazer a diferença para as pessoas mais vulneráveis. "[O auxílio de 2021] é um incentivo para os brasileiros em vulnerabilidade. É um momento terrível no mundo inteiro. Agora, com a nova cepa [de coronavírus], [o auxílio] voltou a ser essencial para que essa parcela de brasileiros que mais sofrem possa enfrentar uma pandemia", disse o ministro.



"[O valor de] R$ 250, para quem não tem nada, é uma soma que faz muita diferença. É uma ação dentro das limitações [do governo].
Vozes arrecadam para ajudar em R$ 600, mas para isso é preciso apontar fontes de recursos", destacou, mencionando a tentativa dos parlamentares de aumentar o valor do auxílio em 2021.


Primeira parcela já está sendo paga

Na última sexta-feira, 06, a Caixa Econômica Federal iniciou os pagamentos da primeira parcela do auxílio emergencial 2021. O calendário foi definido de acordo com o mês de nascimento dos beneficiários. Assim, já foram liberados os pagamentos para os nascidos em janeiro, e nesta sexta-feira, 09, será a vez dos nascidos em fevereiro.
A princípio, o valor pode ser utilizado apenas digitalmente, para o pagamento de contas e compras pelo aplicativo Caixa. A partir de 4 de maio, a primeira parcela estará disponível para saques e transferências bancárias.

Com informações do site: brasil news