sexta-feira, 16 de abril de 2021

Mais 236 mil beneficiários são aprovadas no novo Auxílio emergencial; Veja quando recebem


 

Foto: Reprodução
Os pagamentos do auxílio emergencial 2021 tiveram início na semana passada. Contudo, muitos beneficiários ainda aguardavam uma resposta definitiva do governo federal para saber se terão direito às quatro parcelas liberadas neste ano. Agora, o Dataprev aprovou mais 236 mil famílias, que vão começar a receber nos próximos dias após a nova análise.


“Mais 236 mil famílias passam a fazer parte do público de elegíveis ao auxílio emergencial 2021.

Após reprocessamento de dados, elas foram consideradas aptas a receber o benefício do governo federal. (…) Desse universo de novos elegíveis, os nascidos entre janeiro e maio receberão a primeira das quatro parcelas na próxima quinta-feira (15).
Os que nasceram depois de maio entram no calendário normal de repasses”, destacou o Ministério da Cidadania.



O orçamento do programa, e consequentemente o número de beneficiários foi reduzido neste ano. Vale destacar que não foram abertas novas inscrições para o auxílio emergencial, e portanto, apenas quem recebeu o benefício em 2020 e continua elegível, conforme as novas regras, terá direito aos pagamentos. Para fazer a consulta, basta acessar o site da Dataprev ou do Ministério da Cidadania.

Sobre o auxílio emergencial 2021

Neste ano, serão pagas mais quatro parcelas do auxílio emergencial, sendo que os valores variam de acordo com a composição familiar dos beneficiários. A maior cota continua sendo a das mães que são chefes de família, que vão receber R$ 375.
Já quem mora sozinho receberá R$ 150, enquanto famílias formadas por duas pessoas ou mais receberão R$ 250.



Assim como ocorreu no ano passado, as parcelas serão liberadas em duas datas diferentes. Na primeira, o dinheiro será depositado na conta poupança social digital e poderá ser movimentado de forma digital, pelo aplicativo Caixa Tem. Algumas semanas depois, o valor é liberado para saques em espécie e transferências

Com informações do site: redebrasilnews