segunda-feira, 12 de abril de 2021

Inscritos no Bolsa Família e PIS/Pasep têm direito ao auxílio emergencial 2021?


 
Foto: Reprodução

Na última terça-feira, 6, a Caixa Econômica Federal deu início aos pagamentos do auxílio emergencial 2021. Cerca de 45 milhões de pessoas devem receber o benefício neste ano, enquanto no ano passado, foram 20 milhões a mais de pessoas contempladas.

A redução de beneficiários ocorreu porque, para liberar a nova rodada do auxílio, o orçamento do programa acabou sofrendo vários cortes. Com isso, segurados de outros programas federais deixarão de receber os pagamentos do auxílio emergencial, inclusive quem recebe o Bolsa Família.

Quem vai receber o auxílio emergencial 2021?

Os requisitos para ter direito ao auxílio emergencial são: ter mais de 18 anos (exceto no caso de mães adolescentes), ser beneficiário do Bolsa Família, ter o cadastro aprovado pela Caixa ou estar inscrito no CadÚnico em 02 de abril de 2020.

Vale destacar que só podem receber o benefício neste ano aqueles que já estavam inscritos no programa em 2020, e foram considerados elegíveis na nova triagem. O governo não abriu novas inscrições em 2021, mesmo para quem perdeu sua fonte de renda entre outubro de 2020 e março de 2021.

Pessoas que receberam o auxílio no ano passado também devem estar atentas.
Isso porque quem não movimentou as parcelas anteriores, teve o benefício suspenso ou travado por erros e inconsistências nos dados cadastrais no Caixa Tem pode acabar perdendo o direito ao auxílio emergencial 2021.

PIS/Pasep e Bolsa Família

Conforme as regras do auxílio, o trabalhador que está recebendo o seguro desemprego, BPC ou benefícios previdenciários como aposentadoria do INSS não tem direito a receber as parcelas do programa, uma vez que possuem renda fixa comprovada.

Por outro lado, essa medida exclui quem recebe o PIS/Pasep ou Bolsa Família, únicos programas que são aceitos junto com o auxílio. Entretanto, no caso do Bolsa Família, será pago o benefício de maior valor. Ou seja, se a parcela do auxílio for maior que a do programa federal, o beneficiário passará a recebê-la, enquanto o Bolsa Família terá os pagamentos suspensos temporariamente.

Com informações do site:  editalconcursosbrasil