quarta-feira, 28 de abril de 2021

Bolsa Família: Prazo para contestar auxílio emergencial negado vai até o dia 1º de maio


 
Foto: Reprodução
Quem recebe o Bolsa Família passou a receber o auxílio emergencial no dia 16 de abril, conforme o calendário do programa assistencial.

Atenção, beneficiários do Bolsa Família que tiveram o auxílio emergencial negado podem contestar a decisão até o dia 1º de maio. Isso porque, esse grupo teve o benefício autorizado no dia 14 deste mês.

O auxílio emergencial está sendo pago desde o dia 6 de abril para aqueles que não fazem parte do Bolsa Família. Esse grupo pode consultar a lista dos aprovados desde o dia 2 de abril. Assim, tiveram até o dia 12 do mesmo mês para fazer a contestação do auxílio.

No dia 12 de abril, o Ministério da Cidadania, Caixa Econômica e Dataprev apresentaram mais uma lista de aprovados, após a contestação do auxílio emergencial. Assim, esses tiveram até a última quinta-feira,22, para contestar.

Vale ressaltar que o novo auxílio emergencial chegou com diversas diferenças. Pois houve uma baixa de mais de 20 milhões de beneficiários. Com isso, o governo estabeleceu novos critérios para a seleção; Veja abaixo:

Ser trabalhador informal; ou
Beneficiário do Bolsa Família;
Ter renda familiar mensal de até três salários mínimos (R$ 3.300);
Ter renda familiar per capita mensal de até meio salário mínimo (R$ 550);
Ter recebido o auxílio emergencial no ano passado.
 Além do mais, o valor das parcelas passou a ser variável, de acordo com a composição familiar. Aqueles que moram sozinhos recebem R$150. As famílias compostas por dois ou mais membros recebem R$250. As mães, chefes de família monoparentais, recebem o maior valor de R$375.

Quem recebe o Bolsa Família passou a receber o auxílio emergencial no dia 16 de abril, conforme o calendário do programa assistencial. Contudo, esses só foram aprovados se o novo valor fosse superior ao que já era recebido.

A lista dos aprovados do Bolsa Família para o auxílio foi divulgada no dia 14 de abril. Aqueles que tiveram o pagamento negado e não concordarem com a decisão podem contestar até o dia 1º de maio.

A contestação é feita no site da Dataprev. Para acessar é fundamental informar os dados solicitados: número do CPF, nome completo, nome da mãe completo e data de nascimento.

Caso não tenha no registro o nome da mãe, basta marcar na opção “Mãe desconhecida”. Ao entrar no sistema, é só clicar na opção “Solicitar contestação”. Após isso, esperar a análise e divulgação do resultado que deve acontecer na primeira semana de maio.


Com informações do site: tribunadovale