sexta-feira, 12 de março de 2021

URGENTE: Concurso da PF com 1.500 vagas tem provas adiadas para maio


 
Foto: Reprodução
As provas do concurso público da Polícia Federal, previstas para serem aplicadas no domingo, 21 de março, foram suspensas por conta do agravamento da pandemia do novo coronavírus. O comunicado foi divulgado no fim da manhã desta quinta-feira, 11 de março, no site oficial do Cebraspe, banca organizadora do certame.

“A DIRETORA DE GESTÃO DE PESSOAL, em razão das medidas restritivas adotadas pelos estados e municípios, em decorrência da pandemia de COVID-19, torna público o adiamento da prova objetiva e da prova discursiva, que seriam aplicadas no dia 21 de março de 2021, referentes ao concurso público para o provimento de vagas nos cargos de DELEGADO DE POLÍCIA FEDERAL, AGENTE DE POLÍCIA FEDERAL, ESCRIVÃO DE POLÍCIA FEDERAL e PAPILOSCOPISTA POLICIAL FEDERAL”, diz o texto.

Ainda de acordo com o comunicado, as provas foram remarcadas para 23 de maio de 2021. Os locais de provas estão previstos para saírem no da 14 de maio.

“Torna público, ainda, que, na data provável de 14 de maio de 2021, será publicado no Diário Oficial da União e divulgado na internet, no endereço eletrônico do Cebraspe o edital que informará a disponibilização da consulta aos locais e aos horários de realização da prova objetiva e da prova discursiva, que serão aplicadas na data provável de 23 de maio de 2021.
As demais datas serão divulgadas oportunamente”, conclui o texto.

Etapas do concurso
O concurso da Polícia Federal 2021 será regido por este edital e executado pelo Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos (Cebraspe) e pela Polícia Federal. A seleção para os cargos de que trata este edital compreenderá as seguintes etapas, conforme especificado a seguir:

A primeira etapa do concurso público destina-se à admissão à matrícula no Curso de Formação Profissional e abrangerá as seguintes fases, de responsabilidade do Cebraspe:

  • a) prova objetiva, para todos os cargos, de caráter eliminatório e classificatório;
  • b) prova discursiva, para todos os cargos, de caráter eliminatório e classificatório;
  • c) exame de aptidão física, para todos os cargos, de caráter eliminatório;
  • d) avaliação médica, para todos os cargos, de caráter eliminatório;
  • e) prova oral, somente para o cargo de Delegado de Polícia Federal, de caráter eliminatório e classificatório;
  • f) prova prática de digitação, somente para o cargo de Escrivão de Polícia Federal, de caráter eliminatório;
  • g) avaliação de títulos, somente para o cargo de Delegado de Polícia Federal, de caráter classificatório;
    e
  • h) primeiro momento da avaliação psicológica, para todos os cargos, sem caráter eliminatório.
A segunda etapa do concurso público consistirá de curso de formação profissional, de caráter eliminatório, de responsabilidade da Academia Nacional de Polícia, a ser realizado no Distrito Federal, podendo ser desenvolvidas atividades, a critério da Administração, em qualquer unidade da Federação.

Durante a execução da segunda etapa do concurso público, Curso de Formação Profissional, será realizado o segundo momento da avaliação psicológica, de caráter eliminatório, de responsabilidade do Cebraspe, que atuará sob supervisão da Polícia Federal.

A prova objetiva, a prova discursiva, o exame de aptidão física, a prova prática de digitação, a avaliação médica, o primeiro momento da avaliação psicológica, a avaliação de títulos, para todos os candidatos, bem como o procedimento de heteroidentificação dos candidatos que se autodeclararem negros e a avaliação biopsicossocial dos candidatos que se declararem com deficiência serão realizados em todas as capitais e no Distrito Federal.

A prova oral, aplicada apenas para o cargo de Delegado de Polícia Federal, será realizada somente em Brasília/DF.

O concurso da Polícia Federal 2021 vai contar com provas objetivas e discursivas no dia 23 de maio de 2021 (domingo). Os exames vão acontecer em todas as capitais, conforme os novos locais de acordo com a demanda de inscritos.

A prova será de caráter eliminatório e classificatório. Todos os cargos terão provas aplicadas no mesmo dia e horário.

A avaliação objetiva vai contar com 120 questões, distribuídas entre as disciplinas de Conhecimentos Gerais e Específicos, de acordo com cada cargo. A avaliação será no estilo Certo ou Errado, tradicional do Cebraspe.

Para agente, escrivão e papiloscopista a avaliação será dividida por três blocos da seguinte forma:

Prova objetiva do agente:
Bloco I, com 60 questões: Língua Portuguesa, Noções de Direito Administrativo, Noções de Direito Constitucional, Noções de Direito Penal e de Direito Processual Penal, Legislação Especial, Estatística e Raciocínio Lógico.

Bloco II, com 36 questões: Informática

Bloco III, com 24 questões: Contabilidade Geral

Prova objetiva do escrivão:
Bloco I, com 60 questões: Língua Portuguesa, Noções de Direito Administrativo, Noções de Direito Constitucional, Noções de Direito Penal e de Direito Processual Penal, Legislação Especial, Estatística e Raciocínio Lógico.

Bloco II, com 36 questões: Informática

Bloco III, com 24 questões: Contabilidade Geral e Arquivologia

Prova objetiva do papiloscopista:
Bloco I, com 60 questões: Língua Portuguesa, Noções de Direito Administrativo, Noções de Direito Constitucional, Noções de Direito Penal e de Direito Processual Penal, Legislação Especial, Estatística e Raciocínio Lógico.

Bloco II, com 36 questões: Informática.

Bloco III, com 24 questões: Biologia, Física e Química.

Com informações do site: noticiasconcursos