quarta-feira, 10 de março de 2021

Saiba como receber 5 benefícios do Cadastro Único


Foto: Reprodução

O governo federal tem variados benefícios sociais e programas destinados à população de baixa renda. Muitos deles usam a base de dados do Cadastro Único para a seleção de beneficiários e também como critério de participação. Bolsa Família, BPC e Tarifa Social de Energia Elétrica estão entre os itens voltados para esses grupos. Sendo assim, para receber benefícios do Cadastro Único, as famílias devem manter a sua inscrição atualizada e ter atenção às regras de cada programa.

O que é o Cadastro Único?

O Cadastro Único é um sistema que reúne informações sobre as famílias de baixa renda no Brasil. Foi criado pelo governo federal e é operacionalizado pelas prefeituras. As famílias inscritas podem participar de variados programas sociais, afinal o governo usa dados do CadÚnico para selecionar beneficiários de diversos programas e benefícios sociais. Além disso, estados e municípios também usam os dados do sistema.

Como se inscrever?

Podem se inscrever, e assim ter acesso a determinados benefícios do Cadastro Único, as famílias com com renda mensal de até meio salário mínimo por pessoa, ou de até três salários mínimos de renda total.

O cadastro pode ser feito em um Centro de Referência em Assistência Social (CRAS), ao passo que, o município também promove visitas domiciliares para efetuar o cadastramento.

Para fazer esse procedimento, é necessário ter uma pessoa responsável pela família para responder às perguntas efetuadas. Esse cidadão deve apresentar seu CPF ou Título de Eleitor. Bem como, é preciso indicar ao menos um documento pessoal de cada integrante da família. É recomendado apresentar comprovante de endereço.

Benefícios do Cadastro Único

Após efetuar a inscrição, a família poderá ter acesso a alguns benefícios do Cadastro Único, desde que atenda às regras do programa desejado. Entre os benefícios há diferentes modos de cadastro e critérios de seleção, mas em todos os casos é preciso ter o CadÚnico atualizado. Saiba como funciona para participar dos programas: Bolsa Família, BPC, Tarifa Social de Energia Elétrica, ID Jovem e Carteira do Idoso.

Bolsa Família

O Bolsa Família é um programa de transferência direta de renda para famílias de baixa renda, com o objetivo de superação da pobreza. Recebem esse benefício do Cadastro Único, as famílias com renda de até R$ 89 por mês, ou com renda de até R$ 178, desde que tenham membros de 0 a 17 anos de idade.

A seleção dos beneficiários que farão parte do programa é realizada por meio de um sistema informatizado, levando em consideração os dados do CadÚnico e as regras do Bolsa Família. Além do número de famílias beneficiadas no município e do limite de orçamento para o programa.

BPC

O Benefício de Prestação Continuada (BPC) é um auxílio financeiro mensal destinado a idosos e pessoas com deficiência, em situação de baixa renda. Para receber o benefício de um salário mínimo por mês é preciso ser idoso a partir de 65 anos de idade ou pessoa com deficiência de qualquer idade. Em ambos os casos é necessário ter renda familiar por pessoa menor que ¼ de salário mínimo.

A solicitação deve ser feita no Instituto Nacional do Seguro Social (INSS).
Pela internet, é possível fazer o pedido pelo site ou aplicativo Meu INSS, na opção de “Agendamentos/Solicitações”.


Com informações do site:  DCI